HomeManipulação? Relatório mostra relação entre emissão de Tether (USDT) e alta do Bitcoin

Manipulação? Relatório mostra relação entre emissão de Tether (USDT) e alta do Bitcoin

“The Tether Report”, uma análise de autoria que examina a afirmação especulativa de que a volatilidade dos preços do bitcoin está altamente correlacionada com a emissão do novos USDT, alegou que aproximadamente 48,8% dos movimentos de preços de subida ocorreram dentro das duas horas imediatamente após emissões individuais do Tether.

Análise do Tether (USDT): “O Dólar das criptomoedas”

O Relatório do Tether foi escrito sob um pseudônimo que compreende uma longa série de símbolos alfanuméricos – com o autor atribuindo tal desejo a não serem identificados por preocupações relacionadas à possibilidade de uma “reação” em resposta às suas descobertas. O Tether é descrito como uma “stablecoin” – uma criptomoeda de que os tokens procuram “manter um valor estável de um USD por Tether ou” USDT “.

O relatório afirma que “Tether em sua encarnação atual é um remanejamento da Realcoin em 2014 que funciona ostensivamente recebendo depósitos de dólares dos clientes e trocando-os por uma quantidade igual de USDT”. O autor descreve “a capacidade de preços de dados digitais ativos em USD sem ter contas bancárias denominadas em dólares “como uma importante função atraindo exchanges a adotarem a criptomoeda, afirmando que” a extrema dificuldade que muitas exchanges enfrentam na manutenção de relações bancárias “torna o USDT” bastante atraente”.

Preocupações e suspeitas sobre a Tether (USDT)

O relatório afirma que “uma série de eventos preocupantes […] chamaram a atenção para a Tether em 2017.” Durante abril, a Tether e Bitfinex “revelaram que suas contas bancárias em Taiwan foram encerradas”, o que “levou a uma suspensão geral de depósitos e saques para clientes de varejo “. Em abril, o número de Tethers emitido começou a ter uma expansão maciça, apesar da auto-proclamada incapacidade de aceitar depósitos de contas bancárias não taiwanesas”.

No início de setembro de 2017, a Tether procurou rejeitar suspeitas de que a empresa pode estar subcapitalizada, prometeu uma “auditoria histórica” ainda incompleta até hoje. Em vez disso, a empresa “produziu um documento interno” mais tarde naquele mês, que “pretendia mostrar os saldos em dólares (fiat – USD) em contas bancárias de verdade, o então modesto montante de aproximadamente 440 milhões em USDT (Tether). O memorando interno não divulgou os contratos de serviços e nomes institucionais associados a esses fundos, que incluem uma “redução da transparência desde o relatório de abril”, que estabelece os nomes de seus parceiros bancários anteriores.

Em novembro, a Tether revelou que sofreu um hack que foi rapidamente “mitigado através de uma emenda ao código da rede Tether”. No próximo mês, a empresa anunciou que “a plataforma existente seria eliminada e nenhum depósito adicional deveria ser enviado para suas carteiras”.

Apesar dos muitos obstáculos enfrentados recentemente pela Tether, o número de USDT em emissão aumentou dez vezes em apenas 5 meses após o lançamento do memorando de setembro.

Alta do Bitcoin pode ter sido manipulada por emissão massiva de Tethers

A explosão dramática no número de USDT levou à especulação de que a Tether foi usada como meio pelo Bitfinex para manter a liquidez na exchange após perder seus parceiros bancários – com alguns analistas chegando a acusar a Tether de emitir USDT em massa como um meio para manipular o preço da Bitcoin.

O relatório procura testar esta afirmação usando dados empíricos, fornecendo análise da volatilidade relativa dos preços experimentada pelo Bitcoin que antecede e imediatamente após a emissão do novo Tether. O artigo conclui que “48,7% do crescimento do preço do bitcoin entre 29/03/17 e 04/01/18” ocorreu durante os “blocos de duas horas” imediatamente após as noventa e um dotações individuais do novo USDT – o tempo coletivo de que “totaliza [s] menos de 3% das horas de negociação durante esse período”. Transversalmente, o relatório conclui que “o comportamento médio dos preços em uma escala de tempo de 2 horas, o crescimento composto é de apenas 6,5%”, levando os pesquisadores a estimativa é de aproximadamente crescimento de 40% nos preços do Bitcoin atribuídos a suposta manipulação do Tether (USDT).

Recomendação do Guia do Bitcoin: O Tether não é igual ao dólar e no próprio contrato da empresa não existe garantia alguma que seus Tetheres (USDT) podem ser convertidos posteriormente para dólar de verdade. Então não utilize o Tether (USDT) como reserva de valor. Prefiro o próprio fiat em exchanges (Dólar, Real, etc) ou altcoins mais estáveis como Ethereum e para enviar entre exchanges utilize o Dogecoin/Waves/Dash, entre vários outros que possuem taxas super baratas.

Via: Bitcoin.com

Etiquetas:

Assine o nosso boletim informativo exclusivo!

E-mails personalizados

Sem SPAM

Notícias sobre alt coins

Cancele a inscrição quando quiser

Depois de se inscrever, poderá também receber ofertas especiais ocasionais da nossa parte via e-mail. Nunca iremos vender ou distribuir os seus dados a terceiros. Consulte a nossa Política de Privacidade aqui.