HomeLiquid cancela venda da criptomoeda Gram

Liquid cancela venda da criptomoeda Gram

janeiro 16, 2020 By Soraia Barbosa

O token Gram, criptomoeda desenvolvida pelo Telegram para funcionar com a blockchain TON, era um dos projetos mais aguardados de 2019. Mas parece que as coisas não estão indo nada bem para o desenvolvimento do ecossistema. A exchange japonesa Liquid anunciou que vai cancelar a venda dos tokens em sua plataforma.

A exchange divulgou um comunicado oficial em que explicou que ela precisou cancelar a venda dos tokens por causa do atraso do Telegram para lançar oficialmente o produto prometido. De acordo com a Liquid, a proibição de lançamento imposta pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) ao Telegram foi o catalisador desse problema.

A Liquid seria a primeira corretora do mundo a realizar a venda dos tokens. Agora a exchange detalhou que está começando a devolver o valor investido pelos clientes. Ao explicar porque também não vai simplesmente atrasar a venda para uma data em que o Gram esteja disponível, a corretora disse que o atraso é contra os termos de serviço que foram estabelecidos durante o anúncio da venda.

“A venda de tokens Gram na Liquid foi cancelada e todos os valores que estavam em uma conta de garantia estão sendo devolvidos pela empresa para os usuários que tinham interesse em participar da venda dos tokens.”

 

Cotação Ethereum: qual é o preço do Ethereum hoje?

 

Desde outubro de 2019 a SEC está brigando com o Telegram por causa da venda dessas moedas. Quando o ecossistema estava se preparando para o lançamento da rede principal, a SEC interferiu no lançamento do token para paralisar a ICO.

Em um comunicado à imprensa, a agência informou que havia conseguido uma ordem de restrição temporária contra duas entidades que conduziam o ICO em andamento do Telegram nos EUA.

A alegação é que os tokens Gram são considerados valores mobiliários pela leia norte-americana e por isso eles precisavam ter passado pelo registro junto da SEC. Como isso não aconteceu, as criptomoedas do Telegram são consideradas de emissão ilegal.

Apesar do Telegram ter restringido os usuários dos EUA de realizar a compra da criptomoeda, foi comprovado que muitos realizaram a compra através de terceiros, validando assim a autoridade da SEC sobre o assunto.

Além do fracasso em sua ICO, a empresa também anunciou que não vai integrar a blockchain TON nem as criptomoedas Gram ao seu aplicativo de mensagens. Um dos principais pontos que garantiam o valor da moeda era a possibilidade de exposição aos milhões de usuários do Telegram.

Sem isso, boa parte da moeda perde o seu valor, principalmente para quem investiu inicialmente esperando um retorno alto.

Veja também: Roger ver: Bitcoin é manipulado pela CIA

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais: