Governo indiano quer monitorar Bitcoin para decidir se uma regulação é realmente necessária

0 Comentários

Representantes de vários departamentos do governo indiano fizeram declaração sobre o inquérito do governo indiano em moedas virtuais. As declarações esclarecem que as autoridades indianas irão monitorar primeiro a criptomoeda antes de determinar se regulações são necessárias e evitar a possibilidade de que o Bitcoin possa ser reconhecido como forma de pagamento.

“Nós enviaremos o relatório até o final de julho de 2017”, um funcionário do governo sênior.

Um comitê que inclui representantes do Ministério das Finanças da Índia, do Banco do Estado da Índia, do Ministério da Tecnologia da Informação e do Banco de Reserva da Índia (RBI) discutiu o relatório de que está sendo concluído em moedas virtuais com o Moneycontrol News.

Declarações do Comitê contrastam amplamente com os comentários anteriores sobre Bitcoin

Atualmente, a Índia não tem um quadro regulatório relativo ao uso de criptomoedas e não deseja se precipitar na implementação de um aparelho jurídico para moedas virtuais.

“Nós podemos monitorar essas moedas por algum tempo e depois ver como elas progridem. Pode então ser concluído se houver necessidade de uma regulação”, disse o funcionário.

A ausência de uma classificação jurídica atual relativa a moedas virtuais provavelmente aumentará o tempo para que a Índia desenvolva um quadro regulatório abrangente.

Via: News Bitcoin
Tradução: Guia do Bitcoin

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.