Home“Dinheiro Infinito” do FED pode empurrar preço do Bitcoin para US$28mil

“Dinheiro Infinito” do FED pode empurrar preço do Bitcoin para US$28mil

Numa tentativa de proteger a economia dos EUA de entrar em uma forte recessão, o Fed, Banco Central dos EUA, ontem 23 de março disse que vai oferecer ao mercado US$ 125 bilhões por dia. Após o anúncio o Bitcoin teve um forte impacto positivo e atualmente registra uma alta de 14% nas últimas 24 horas. 

dólar e gráfico do bitcoin

A atitude sem precedentes ocorreu justamente após análises relatarem que empresas como restaurantes, companhias aéreas, hotéis, empresas automobilística, entre outros, estão enfrentando uma forte crise de caixa devido a fechamentos em todo o mundo após a pandemia de coronavírus.

O dinheiro que vai ser injetado na economia pelo Fed tem como objetivo comprar quantidades ilimitadas de títulos do Tesouro dos EUA e títulos lastreados em hipotecas.

Em entrevista à CBS em 22 de março, Neel Kashkari, presidente do Federal Reserve Bank de Minneapolis, disse: “Há uma quantidade infinita de dinheiro no Federal Reserve. Faremos o que for necessário para garantir que haja dinheiro suficiente no sistema bancário.”

A injeção de dinheiro anunciada pelo FED é um alívio para as pequenas empresas nos EUA, que precisam urgentemente de um resgate financeiro de curto prazo para permanecerem “vivas” até a volta da normalidade.

Com a forte alta de hoje, a primeira moeda digital está a caminho de alcançar o nível de US$ 7.000. No entanto, ainda falta cerca de US $500.

Segundo a CNBC, o anúncio do Fed representa “a intervenção de mercado mais agressiva que o Fed fez até hoje” e é efetivamente “um compromisso aberto com o programa de QE”.

A reação do mercado ao anúncio do Fed ocorreu justamente enquanto os investidores de criptomoedas estavam ficando cada vez mais intrigados sobre a correlação entre o mercado financeiro tradicional e as criptomoedas.

Mas agora com toda a intervenção do FED na economia muitos conhecidos analistas do mercado de criptomoedas afirmam que o Bitcoin está se separando do mercado de ações.

Esse sentimento foi compartilhado por Mike Novogratz, CEO e fundador do banco digital Digital Galaxy, que escreveu no Twitter que este ano “será e precisa ser o ano do BTC”.

FED vai empurrar o preço do Bitcoin para US$ 28mil

O programa de dinheiro infinito que está sendo implementado pelo FED, foi o estopim para que entusiastas Bitcoin mostrar a criptomoeda como uma alternativa à crise que todo esse dinheiro que será “dado” pelo FED pode gerar no futuro.

Um conhecido analista de criptomoedas, conhecido no Twitter por Hodlonaut, utilizou a rede social para alertar a oferta infinita de dólar contra a escassez de Bitcoin, destacando que os investidores correrão para o Bitcoin, vendo-o como proteção contra um sistema super hiperinflado.

Outro conhecido analista, chamado Ronnie Moas, explicou que com toda injeção de dinheiro que o FED está dando ao mercado, há uma grande possibilidade do Bitcoin ultrapassar sua marca de máxima histórica de US$ 20.000 em 2020. Ele escreveu:

“A enorme quantidade de dinheiro que está sendo impressa para lidar com o coronavírus é boa para o Bitcoin. Acredito nos US$ 28.000 – não consigo pensar em um lugar mais seguro para colocar meu dinheiro.”