HomeDesenvolvedor do BCH anuncia planos para fork de novembro

Desenvolvedor do BCH anuncia planos para fork de novembro

março 14, 2019 By Matheus Henrique

A blockchain do BCH está prestes a passar por uma nova atualização, com prazo definido para maio. Mas já estão começando a surgir detalhes sobre a atualização depois dessa, marcada para novembro desse ano.

Mark Lundeberg, um dos principais desenvolvedores do Bitcoin Cash, explicou seus planos para a futura atualização da rede. De acordo com o desenvolvedor, haverá uma atualização em novembro focada em recursos de escalabilidade e segurança.

“Meus planos para a atualização do Bitcoin Cash de novembro de 2019: Introduzir regra 3 do BIP62 ativada no consenso (esse é o último mecanismo de maleabilidade de terceiros afetando transações P2PKH) e permitir o OP_CHECKMULTISIG usar assinaturas Schnorr.”

O que isso quer dizer?

O BIP62 oferece proteção contra maleabilidade, que é quando uma transação é modificada durante a sua confirmação. Não é um ataque em si, mas é um tipo de gasto duplo e aumenta as chances de outros tipos de ataque. Como Lundeberg ressaltou, esse problema já foi parcialmente resolvido.

Enquanto isso, as assinaturas Schnorr melhora a multisig (assinaturas múltiplas), um recurso já presente em muitas carteiras. Os endereços de múltipla assinatura são endereços especiais que requerem mais de uma assinatura para as transações. As assinaturas Schnorr permitem que as transações desse tipo sejam verificadas com muito mais eficiência, além de ocultar o número de assinaturas na transação.

Alguma decisão sobre o Avalanche?

Uma das maiores atualizações do consenso de Proof-of-Work (PoW) também está sendo discutida. Assim como o Bitcoin, o BCH também tem problemas com escalabilidade, o que desmotiva muitos usuários a usar a criptomoeda como ativo de compra. O Avalanche, é um mecanismo que introduz um consenso de BFT (Byzantine Fault Tolerance) que pode acelerar as transações da rede.

Atualmente, as transações do Bitcoin Cash são completadas em cerca de 10 minutos. Esse é um tempo relativamente rápido, se considerarmos a tecnologia de blockchain. Porém, para usos reais, principalmente no varejo, ainda está longe dos 3-5 segundos dos cartões de crédito e débito. O Avalanche poderá diminuir esse tempo para menos de dois segundos, o que é mais rápido que o Ethereum.

Porém, Lundeberg sugere que o recurso não vai estar pronto antes da data da atualização.

Veja também: Coinbase Custody realiza primeira trade OTC direto de uma cold wallet!

Tags: