HomeNovo celular da HTC rodará um nó completo do Bitcoin

Novo celular da HTC rodará um nó completo do Bitcoin

outubro 19, 2019 By Matheus Henrique

A HTC é uma companhia de desenvolvimento de hardware que acredita na descentralização de seus equipamentos e no futuro que a blockchain pode trazer para a sociedade. Sendo assim, já há algum tempo a companhia tenta emplacar um celular com tecnologia de blockchain.

Por US$244, o HTC EXODUS 1s é um smartphone blockchain considerado como modelo de entrada (pelo menos no mercado internacional). O seu grande diferencial fica por conta de uma carteira de hardware integrada para Bitcoin e outras criptomoedas.

Você poderá comprar, vender, enviar, receber e emprestar criptomoedas diretamente do dispositivo.

Além disso, as ferramentas de software permitem que o smartphone execute um nó Bitcoin completo. Tudo isso dentro do seu bolso!

Veja como comprar Ethereum com segurança e facilidade no Brasil!

 

O HTC EXODUS 1s possui uma tela de 5,7 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon 435, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento interno, expansão MicroSD, câmeras de 13 megapixels frontal/traseira e uma bateria de 3.000 mAh.

Já em questão de sistema operacional, ele roda com um Android 8.1 Oreo, com um dispositivo de segurança separado para lidar com todas as suas transações de criptomoedas.

Infelizmente para nós brasileiros há um grande problema: O smartphone será lançado inicialmente apenas na Europa, Taiwan, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos.

“Estamos fornecendo as ferramentas para o acesso ao sistema financeiro básico universal; as erramentas para ter um banco suíço metafórico no seu bolso.

Nós completos são o ingrediente mais importante na resiliência da rede Bitcoin e reduzimos a barreira de entrada para qualquer pessoa executar um nó, que é simplesmente um computador, móvel no nosso caso, participando da rede global de Bitcoin que propaga transações e blocos em todos os lugares, que é a base e a definição fundamental de um sistema de dinheiro ponto a ponto”, disse Phil Chen, diretor de descentralização da HTC.

Veja também: Circle deixa de ser controladora da Poloniex

Tags:
Eos