Blockchain “Smart Grid” será testada em Fukushima

0 Comentários

A empresa de energia japonesa, Eneres, demonstrará o potencial de uma rede de energia suportada pela tecnologia blockchain.

Blockchain Energy Grid

A Nikkei Asian Review informou no dia 2 de setembro que a empresa de energia Eneres estaria testando a tecnologia blockchain como meio de distribuição de eletricidade. A demonstração faz parte de uma série de tentativas do governo das províncias de Fukushima para encontrar novas fontes de energia renovável. Os ganhos potenciais são notáveis, como o presidente da Eneres, Masahiro Kobayashi , afirmou: “Um novo serviço de energia elétrica pode ser gerado”. Após o terremoto catastrófico em 2011, que levou ao colapso de três reatores nucleares, os funcionários estão interessados ​​em encontrar soluções energéticas alternativas.

“Compartilhando economia” de eletricidade

Cerca de mil famílias em Fukushima e Aizuwakamatsu participarão dos testes que procuram compartilhar o excesso de eletricidade. A energia gerada por geradores de energia solar e outros geradores de energia será transmitida para fontes com maior necessidade. Assim, as famílias que produzem um excedente de energia irão reciclar essa energia e alimentar uma rede de energia.

A Eneres estará em parceria com o Aizu Laborator, uma empresa de software com base em Aizuwakamatsu, para monitorar as trocas de energia usando a tecnologia blockchain. Se for bem sucedido, o teste também mostrará se as famílias podem comprar e vender eletricidade usando criptomoedas.

Central de energia virtual

A Eneres pretende comercializar esses intercâmbios agrupando famílias em conjunto e usando a blockchain, criando uma “usina de energia virtual”. Ao longo dos testes, os suprimentos de energia serão monitorados por “torneiras inteligentes”, pequenas tiras de potência de 5cm de altura e largura. Cada “torneira” será distribuída às famílias participantes e irá coletar dados sobre a quantidade de eletricidade que cada lar usa. Isso dará a Eneres e Aizu a capacidade de desativar remotamente as fontes de energia quando o fornecimento de eletricidade não puder acompanhar as demandas de energia. Todos os dados também serão gerenciados pela tecnologia blockchain.

LO3 Energy

A empresa de tecnologia de energia da Nova York, LO3 Energy, lançou um mercado de energia similar baseado na tecnologia Blockchain. Tal como o projeto proposto pela Eneres, a TransActive Grid procura, “[entregar] medição em tempo real da geração e uso de energia local, bem como outros dados relacionados com uma plataforma de energia transparente, auditável, não repugnável, peer-to-peer e criptograficamente segura”.

A multinacional alemã Siemens fez parceria com a LO3 Energy no final de 2016, na esperança de replicar e melhorar o uso da tecnologia blockchain para microgrids e cidades inteligentes. O fundador da LO3, Lawrence Orsini, afirmou no evento Business of Blockchain do MIT em abril de 2017: “Não colocamos as empresas fora do mercado, mas queremos que seu modelo de negócios evolua”.

Fonte: btcmanager

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.