Bitcoin: Antes De Você Comprar, LEIA ISTO!

1 Comente

homem comemorando comprar bitcoin

Primeiro vamos entender o que é e como é determinado o valor do Bitcoin. O Bitcoin é uma forma de dinheiro eletrônico que não é centralizado na economia de nenhum país específico, sem banco ou administrador. A sua circulação e valoração ocorrem apenas por meio da troca de chaves digitais em um sistema chamado de “blockchain”, seu preço é estabelecido de acordo com a lei da oferta e da demanda.

Essa forma econômica revolucionária surgiu em 2008, no momento em que o mundo voltava os olhos para o movimento Occupy Wall Street, que buscava enfatizar o modo como os bancos tradicionais abusavam dos fundos dos usuários.

Os fundadores do Bitcoin buscavam transformar a paisagem financeira com um moeda que era trocada sem a necessidade de intermediários, taxas abusivas e com a qual fosse possível realizar transações mais transparentes.

Em pouco tempo o Bitcoin tomou o mundo e negócios milionários começaram a ser realizados com essa moeda. Empresas gigantes, como Microsoft e Dell, utilizam o Bitcoin em transações e existem eventos mundiais a respeito da criptomoeda.

Como funciona o Bitcoin?

Bitcoin é uma moeda descentralizada. Ao invés de ser partilhada por meio de bancos e intermediários, ela é enviada de usuário a usuário por um sistema P2P (peer-to-peer) em uma rede de transações bitcoin.

As transações são feitas por meio de um endereço criptografado de 16 caracteres, o que garante a segurança de que apenas os usuários poderão acessar seus fundos.

Nesse sentido, o Bitcoin funciona de forma parecida com o modelo de transferência de arquivos por meio do Torrent ou um software como o Skype, que permite o envio e a recepção de mensagens.

Ele é uma rede que conecta computadores independentes e que possibilita a troca de valores financeiros diretamente entre usuários. Não existe nenhuma base material para a criptomoeda. Todas as transações são gravadas em uma rede chamada “blockchain”, de acesso público.

Em uma transação comum de Bitcoin, um usuário A envia para o usuário B uma mensagem criptografada de 16 símbolos. O movimento do usuário A é publicado para todos os outros participantes da rede. Em média 10 minutos depois, o processo é confirmado e o usuário B recebe a criptomoeda e utiliza o seu celular para decifrar e receber o valor.

Como Comprar Bitcoin?

Você pode comprar Bitcoin de maneiras distintas, a depender de seu interesse nesse universo financeiro.

Uma das formas mais simples de adquirir Bitcoin é trocar dinheiro comum pela criptomoeda. Isso pode ser feito em sites especializados, como o Mercado Bitcoin, Foxbit, Coinext, Walltime, Bitcoin Trade, que são algumas das maiores exchanges (plataformas de negociação) de Bitcoin do Brasil.

Nesse caso, a compra de Bitcoin é feita por depósito bancário. Porém, existe também a opção de comprar Bitcoin por meio do cartão de crédito, com uma conta na Binance.

Utilizar essas plataformas é uma maneira simples e rápida de iniciar uma jornada no mundo dos investimentos em Bitcoin.

Depois que você compra seus primeiros Bitcoin, é muito importante retirar os fundos da plataforma de exchange e transferir para a sua wallet, que é uma espécie de carteira digital, que poderá ser acessada apenas por meio de um código pessoal.

Existem wallets disponíveis para celulares, desktops e macs, em papel e em hardware. Cada qual possui suas vantagens em termos de usabilidade e segurança.

As wallets para celulares oferecem a conveniência da portabilidade, bem como a possibilidade de leitura de QR codes que auxiliam transações rápidas e fluidas. Já as wallets para desktops ajudam os usuários a obterem um controle completo de seus fundos. Neste link você acessa informações mais completas para escolher a melhor opção de carteira Bitcoin para o seu caso.

Como funciona a cotação, valor e o preço do Bitcoin?

Para evitar a centralização governamental de bancos e gestões, o sistema Bitcoin é produzido por meio de uma rede matematicamente gerada.

Para que mais Bitcoins sejam expedidos, é preciso que computadores executem tarefas matemáticas complexas. Os matemáticos que programaram esse sistema tramaram para que as tarefas sejam progressivamente complexificadas com o tempo. Esse processo é chamado de “mineração”.

O número de Bitcoins que pode ser mineirado tem um número máximo de, em média, 21 milhões. Por isso, não há como um banco central diminuir o valor das moedas em circulação ou gerar inflação de seu valor.

Mais dametade dessas criptomoedas já estão no mercado e o Bitcoin vai parar de ser minerado em 2120, quando o limite de mineração for atingido. Com o tempo passando, o ritmo de produção da moeda ficará mais lento e mais conhecido.

Deste modo, o controle do valor do Bitcoin é controlado pela oferta e pela procura das moedas, bem como pelas flutuações do mercado financeiro.

Os “mineradores” desse sistema são matemáticos e programadores que usam seus computadores para resolver problemas e liberar mais Bitcoins. Além disso, esse mesmo sistema verifica cada transação feita com criptomoedas e as adiciona na “blockchain”, o que garante a transparência do processo.

Assim como todas as moedas, o Bitcoin também é vulnerável às flutuações do mercado. O fato dessa moeda ser descentralizada e não ter base material, faz com ela seja alvo de grande especulação.

Se você observar o valor dessa moeda sem conhecer ainda os movimentos do mercado financeiro, vai se assustar com seu valor. No dia de hoje, 1 bitcoin vale R$ 45,077.00.

Isso acontece porque essa moeda não procede pela mesma base de valorização, como o ouro e outras commodities. Seu valor aumenta enormemente já que as pessoas estão a cada dia mais interessadas em comprar Bitcoin.

Porém, o mesmo tipo de descentralização que possibilita esse fenômeno, é alvo de instabilidades e quedas súbitas que podem assustar os investidores novatos. O maior exemplo desses altos e baixos aconteceu entre 2017 e 2018, quando um grande valorização no valor do Bitcoin foi seguido de uma enorme baixa.

Resumindo, quem quer obter sucesso no mundo do bitcoin precisa tomar cuidado na hora de investir e aprender a navegar de maneira consciente e atenta. Existem situações em que ela pode ser mais segura do que outras moedas, por ser alheia às leis tradicionais do mercado, mas é preciso sempre considerar a economia mundial, especialmente acontecimentos de grande impacto, como Brexit ou os controles de capital chineses.

Clique aqui para ler: Orçamento de $4,8 trilhões de Trump inclui criptomoedas

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.