HomeChefe do BIS: “Bancos estão criando suas próprias criptomoedas”

Chefe do BIS: “Bancos estão criando suas próprias criptomoedas”

julho 1, 2019 By Soraia Barbosa

Os bancos centrais podem começar a emitir moedas digitais em breve, de acordo com o chefe do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Agustín Carstens. Isso mostra que as criptomoedas estão evoluindo consideravelmente nos últimos anos, se tornando um conceito cada vez mais “sério”.

As informações são do site Bitcoin Magazine.

O BIS, que fomenta a cooperação financeira entre bancos internacionais, pretende acelerar o desenvolvimento de moedas digitais iniciando um novo centro de inovação que ajudará as autoridades a pesquisar e desenvolver tecnologia financeira. Carstens disse em entrevista ao Financial Times que o hub do BIS estará localizado na Suécia, Singapura e Hong Kong.

Segundo Carstens, vários bancos começaram a trabalhar para conseguir acompanhar as mudanças no mercado e criar suas próprias criptomoedas e o BIS tem apoiado essas iniciativas. Os bancos na Suécia estão particularmente interessados em desenvolver moedas digitais próprias.

“E pode ser que mais cedo do que pensamos exista um mercado e precisamos ter capacidade de oferecer moedas digitais dos bancos centrais”, disse Carstens.

Os comentários do presidente do BIS vieram pouco tempo depois que a criptomoeda Libra, do Facebook, foi anunciada, consideravelmente abalando as estruturas do criptomercado.

Uma firma de tecnologia com um produto utilizado por bilhões de usuários e que cria sua própria moeda digital pode servir como uma ameaça às moedas estatais existentes.

Em seu relatório anual mais recente, o BIS afirmou que grandes empresas de tecnologia, como o Facebook, têm a oportunidade de se tornarem “dominantes através das vantagens oferecidas pelo ciclo de atividades da rede de dados, aumentando as questões de concorrência e privacidade de dados.”

As criptomoedas descentralizadas representam várias questões para o criptomercado. Considerando que além da especulação, existe uma preocupação dos investidores com a verdadeira natureza das criptos.

Qualquer moeda digital potencialmente estabelecida pelos bancos centrais, como a libra do Facebook, não seria verdadeiramente descentralizada no mesmo sentido que o Bitcoin, pois os bancos manteriam o controle central.

Veja também: Taxa de hash do Bitcoin atinge novo recorde e é “maior do que todos os grãos de areia do mundo”

Tags: