HomeBaidu lança seu criptoativo Xuperchain

Baidu lança seu criptoativo Xuperchain

janeiro 7, 2020 By Sabrina Martins

Em mais um momento o livre mercado ultrapassa o governo. Enquanto a China está em um grande esforço de lançar seu criptoativo, a Baidu, multinacional de tecnologia especializada em serviços e produtos relacionados à internet e inteligência artificial, lançou oficialmente a versão beta de seu criptoativo chamado Xuperchain.

A rede aberta da gigante chinesa foi lançada na última segunda-feira (06). A rede blockchain foi construída com base na tecnologia desenvolvida pela Baidu. Ela consiste em super nós de aliança que serão distribuídos por todo o país asiático em conformidade com os padrões chineses. Sete instituições autorizadas já foram introduzidas aos nós. Além disso, será utilizado para vários aplicativos e pagamentos.

“O [Xuperchain] fornece aos usuários um ambiente para rápida implantação e operação de aplicativos blockchain e computação. Os recursos flexíveis de pagamento de recursos como armazenamento reduzem diretamente os custos de implantação, operação e manutenção do usuário e tornam os links de confiança mais convenientes”.

O relatório apresentado pela mídia local revelou vantagens importantes que o Xuperchain tem sobre de concorrentes como o Ethereum, por exemplo. A segurança autônoma com pagamentos de baixo custo é a principal. Outra vantagem que a Baidu afirma que o Xuperchain garante em cima do ETH é que a rede está rastreando cerca de 350 TPS. Enquanto isso, o Ethereum pode sustentar apenas 15 TPS.

O novo criptoativo passou nas avaliações do primeiro e do quarto instituto de eletrônica para atender aos requisitos do padrão chinês de blockchain. O Xuperchain já conta com 3,5 milhões de usuários e 450 milhões de transações realizadas.

O whitepaper apontou que a rede da Baidu pode realizar 10.000 transações por segundo e engloba 50 patentes da empresa. Além do mais o Xuperchain já possui seu próprio explorador de blockchain e fornece aos clientes um ambiente para a implementação de funções de blockchain.

A execução de seus contratos inteligentes é feita de maneira rápida, pois utiliza o processamento em cadeia paralela. Os contratos podem ser escritos e executados nas linguagens de programação Solidity, a mesma utilizada no Ethereum, e na Go, linguagem criada pelo Google.

O whitepaper também adicionou que sua intenção é “modernizar a capacidade de governança da China, ajudando o país a liderar outras nações no processo de desenvolvimento de projetos de blockchain”.

A tecnologia da Baidu permite que os usuários não precisem de muita codificação para implantar um aplicativo rapidamente no blockchain. A empresa estipulou um prazo para março de 2020 para que os novos usuários paguem apenas 1 yuan chinês para implementar aplicativos distribuídos em seu blockchain.

O “Google da China” está se destacando em relação do Google do ocidente. Enquanto a multinacional dos Estados Unidos frequentemente trava algum serviço relacionado aos criptoativos, Baidu domina a corrida do blockchain. A dúvida que resta é sobre o quão descentralizada será a Xuperchain. O sistema de masternodes distribuídos utilizado pela Baidu não deixa somente um alto desempenho, ele também contribui para um aumento de centralização.

Clique aqui para ler: Catar bane serviços de criptoativos no país

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Tags:
Eua