HomeAlipay bane pagamentos com criptomoedas em sua plataforma

Alipay bane pagamentos com criptomoedas em sua plataforma

outubro 10, 2019 By Matheus Henrique

No dia 10 de outubro, a Alipay reiterou sua postura anti-criptomoedas em um tópico do Twitter, que alertou que a empresa está monitorando de perto as transações de balcão para identificar comportamentos irregulares e garantir a conformidade com as regulamentações relevantes.

As informações são do CoinTelegraph.

A Alipay escreveu:

 

“Se alguma transação for identificada como relacionada ao Bitcoin ou outras moedas virtuais, o @Alipay interromperá imediatamente os serviços de pagamento relevantes.”

A Alipay sempre teve uma postura que vai contra as criptomoedas. Porém, recentemente vários relatórios começaram a associar o uso da plataforma com a compra de criptomoedas.

Como informamos por aqui, atualmente a FATF (Grupo de Ação Financeira Internacional) está olhando bem de perto todas as transações em criptomoedas para evitar a lavagem de dinheiro e atividades ilícitas.

A grande maioria das plataformas financeiras quer ficar longe das investigações do FATF e evitar esse tipo de atenção.

A atenção ao Alipay voltou a ganhar força depois que no dia 9 de outubro,  a principal bolsa de criptomoedas do mundo, a Binance, confirmou no Twitter que começou a aceitar moedas fiduciárias através do serviço de pagamento online Alipay e do aplicativo de mensagens e pagamento móvel WeChat.

O CEO da Binance, Changpeng Zhao, também conhecido como CZ, esclareceu que a bolsa não está trabalhando diretamente com o WeChat ou a Alipay, e os usuários ainda podem usá-los para transações ponto a ponto (peer-to-peer ou p2p).

Este anúncio seguiu a implementação das negociações ponto a ponto da Binance para Bitcoin, Ether e Tether com o yuan chinês.

A notícia acabou sendo compartilhada de forma errônea em alguns veículos. Muitos chegaram a dizer que a Binance iria aceitar Alipay diretamente, em sua plataforma principal. Mas apenas aceitará no mercado p2p, o que é bem diferente.

Sendo assim, a companhia precisou esclarecer que ainda é contra as criptomoedas. Algo que não agradou nem um pouco os usuários da plataforma, claro.

Veja também: Por que precisamos do Bitcoin? A moeda fiat e as guerras

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais: