HomeEm 2018, golpistas de Ether faturaram o dobro de 2017

Em 2018, golpistas de Ether faturaram o dobro de 2017

janeiro 25, 2019 By Matheus Henrique

Segundo uma análise feita pela Chainalysis, os golpes aplicados utilizando o Ether (ETH) conseguiram duplicar o valor arrecadado em 2018 em relação com 2017. Durante o ano passado, os cybercriminosos arrecadaram um total de R$ 135 milhões, já durante 2017 o valor roubado em golpes foi de R$64 milhões.

Curiosamente, os criminosos arrecadaram muito mais durante o ano em que o Urso continuou derrubando o preço das criptos do que no ano em que o boom da criptomoeda criou diversos milionários no mundo.

De acordo com o relatório da companhia de pesquisa em blockchain, apenas 0.01% do total de Ether (ETH) em circulação foi roubado por golpistas no ano passado. Durante os meses de 2018, os golpes foram, aos poucos, diminuindo, porém, os que sobraram eram sofisticados, robustos e bem eficientes.

O artigo nota que o Ether foi “por muito tempo conhecido como a principal escolha para golpes no criptomercado” e que isso ocorre devido a “vários motivos”. Outro dado interessante é que do final de 2016 até o final de 2018, foram identificados 2 mil endereços ligados à golpes com Ethereum e eles receberam valores de mais de 40 mil usuários únicos.

A atividade de golpistas aumentou drasticamente durante o ano passado, com 75% das atividades totais sendo praticadas durante o período. Segundo a empresa, os principais tipos e golpe são o phishing, esquemas de pirâmide e Ponzi e ICOs.

A análise nota que em 2017, após golpes bem-sucedidos de phishing, muitos criminosos viram a oportunidade de negócios lucrativos e acabaram saturando o mercado. Apesar do aumento da atividade, menos usuários morderam as iscas, o que tornou a tática de phishing menos efetiva durante o mercado em queda.

“Em 2018, a média do valor enviado para um golpe foi de 50% menos que no ano anterior. Um grupo menor e muito mais criativo de criminosos executou golpes de ponzi e ICO muito mais sofisticados e gerou milhões de dólares. Esses esquemas mais complicados e sofisticados dominaram o segundo semestre do ano.”

Os golpes continuam muito comuns no criptomercado. Esse é um dos pontos que mais gera o interesse sobre uma regulamentação, já que muitos acreditam que isso acabaria com a atividade de golpistas, principalmente nos esquemas de pirâmide.

Veja também: Blockchain DENT alcança a marca de 10 milhões de usuários!

Tags: