Nasdaq confirma lançamento de plataforma de negociação de contratos futuros Bitcoin no início de 2019

0 Comentários

A Nasdaq vem trabalhando no lançamento de uma plataforma de negociação de futuros de . E após rumores na semana passada, a bolsa de valores de Nova York confirmou que planeja lançar uma plataforma. Segundo a Express UK.

A Nasdaq ainda precisa obter a confirmação do CFTC que precisará lançar oficialmente, mas sem dúvida já estão em negociações, e se a confirmação pública deles é alguma indicação, eles já estão confiantes sobre suas perspectivas regulatórias.

Joseph Christinat, vice-presidente da equipe de mídia da Nasdaq, disse:

“Investimos muito dinheiro e energia em oferecer a capacidade de fazer isso. Além disso,  já passamos por isso há muito tempo. O mercado entrou em turbulência, e isso não afetará o tempo de qualquer forma. Estamos fazendo isso, não importa o que aconteça!”

Para esse fim, a da confirmação é uma boa positividade para um mercado desacelerado. Embora a Nasdaq possa estar lutando uma batalha difícil, introduzindo uma plataforma de negociação, se o mercado não mostrar alguma mobilidade ascendente.

Leia também  Algumas informações sobre a regulamentação do bitcoin no Brasil

Sobretudo, o plano da Nasdaq de lançar uma plataforma de negociação de futuros de bitcoin no início de 2019 coincidirá com o lançamento da Bakkt, que é apoiada principalmente pela Bolsa de Valores de Nova York, uma empresa concorrente da Nasdaq.

O atrito entre esses dois empreendimentos, pode ser o que acaba transformando uma tendência de baixa numa tendência de .

Chris Beauchamp, analista-chefe do IG Group, concordou que haverá mais estabilidade a uma criptomoeda que tem sido tudo menos estável. Ele disse:

“Qualquer evento que amplie a liquidez do Bitcoin e encoraje a usabilidade é bem-vinda pelos corretores e traders. “Isso também trará mais visibilidade e transparência para um mercado que não tem regulamentação e, novamente, será amplamente recebido.” Finalizou.

No futuro Bitcoin será usado em massa e poucos bancos sobreviverão. Leia mais!

Leia também  40 empresas da China e União Europeia irão minerar Bitcoin na Rússia