Mais um banco usando a blockchain para facilitar processos financeiros

0 Comentários

O Bangkok uniu-se à iniciativa Marco Polo de negócios financeiros, desenvolvida pela startup de programas R3 e pela TradeIX, empresa de tecnologia para negócios financeiros.

A plataforma Marco Polo visa tornar os processos financeiros mais simples e isento de riscos, utilizando a tecnologia blockchain em vez de processos manuais baseados em papel, e já conta com instituições financeiras importantes, incluindo o BNP, o Commerzbank e o ING como participantes. O projeto foi lançado em setembro de 2017 e passou para a fase piloto no início deste ano.

Ao se juntar ao projeto, o banco Bangkok espera aplicar tecnologias de contabilidade distribuída (DLT) para “resolver as complexidades e ineficiências do financiamento do comércio”, afirmou Ian Guy Gillard, vice-presidente executivo do banco, em um comunicado à imprensa.

Leia também  Informações privilegiadas afetou negociações de BCash na CoinBase

A solução fornece conectividade de ponta a ponta em tempo real entre os participantes de uma transação comercial e ajuda a eliminar ineficiências e discrepâncias no fluxo de dados. Entregue na plataforma aberta Tix da TradeIX e construído com o produto DLT Corda da R3, Marco Polo atende atualmente a três áreas de negócios financeiros: mitigação de riscos, financiamento de contas a pagar e financiamento de contas a receber.

Pornnit Dunnvatanachit, outro executivo do banco, disse:

“Nossos clientes estão implantando cada vez mais tecnologias sofisticadas em suas operações e o Marco Polo oferece uma maneira inovadora de responder às suas necessidades”.