Kim dotcom quer tornar o Bitcoin popular através do Bitcache e Megaupload 2.0

Imagem: reprodução

O excêntrico empresário da Internet, Kim Dotcom, deu aos seus seguidores do Twitter uma amostra da plataforma de compartilhamento de arquivos que permitirá aos usuários cobrar uma pequena quantia pelo upload, para o qual receberão micropagamentos em bitcoin como pagamento.

Enquanto Kim Dotcom enfrenta na Nova Zelândia  uma possivel extradição para os EUA por conta do Megaupload uma plataforma de compartilhamento de arquivos ilegal, ele passou a desenvolver o BitCache e o MegaUpload 2.0. Dotcom sugere que, uma vez que sua nova plataforma de compartilhamento de arquivos entrar em operação o preço do bitcoin vai saltar para US$ 2.000 por moeda,  pois os usuários precisarão comprar bitcoin para comprar conteúdo na nova plataforma.

Em 2016, Kim Dotcom através da plataforma de crowdfunding focada no bitcoin BnkToTheFuture, conseguiu arrecadar cerca de US$ 1 milhão para financiar o desenvolvimento do MegaUpload 2.0 e do BitCache. No entanto o BitCache, vai além de ser simplesmente uma ferramenta de pagamento para MegaUpload 2.0. De acordo com Dotcom, BitCache “basicamente cria um pagamento para qualquer conteúdo que você colocar na internet. [It] pode ser Megaupload ou qualquer outro site de hospedagem de arquivo ou streaming na internet.”

O BitCache mostra uma interface de usuário em que os editores podem fazer upload de conteúdo e decidir sobre o preço de seu conteúdo na moeda desejada. Esse valor será convertido para um valor em bitcoin, que os usuários que quiserem consumir o conteúdo terá que pagar enviando o dinheiro usando suas carteiras bitcoin. Os usuários serão capazes de criar uma carteira bitcoin diretamente na plataforma BitCache afim de facilitar o pagamento do conteúdo, enquanto os editores receberão seus pagamentos em sua carteira bitcoin da BitCache.

Dotcom destaca que “a coisa mais legal sobre isso é que o editor decide o preço” , pois permite aos usuários decidir se cobram dois centavos, dois dólares ou US$ 20 pelo conteúdo enviado.

Para garantir que o desafio da escalabilidade do bitcoin não prejudique a idéia de Dotcom de micropagamentos bitcoin para compartilhamento de arquivos, ele irá optar por pagamentos off-chain de bitcoins.

O futuro do BitCache e MegaUpload 2.0, no entanto, ainda é incerto. O projeto deveria ser lançado em janeiro de 2017, mas foi adiado para o final do ano devido a uma fusão com uma empresa canadense.

No entanto, se Dotcom puder voltar a contratar sua base de usuários anterior do MegaUpload, composta por mais de 100 milhões de usuários, para carregar conteúdo em suas novas plataformas de compartilhamento de arquivos e os consumidores estiverem dispostos a pagar pelo conteúdo enviado, então o bitcoin poderá experimentar um enorme impulso no lançamento do BitCache e do MegaUpload 2.0.

Fonte:btcmanager.com

Leia também  CEO da NVIDIA afirma: As criptomoedas vieram pra ficar

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *