HomeQuando 1.500 BTC custavam menos de US$1 – A História do Bitcoin parte 8

Quando 1.500 BTC custavam menos de US$1 – A História do Bitcoin parte 8

Seguindo a nossa série de artigos adaptados do site Bitcoin,com, estamos dando sequência na história do Bitcoin!  Hoje vamos falar do tempo onde 1.500 Bitcoins custavam menos de US$1.

Quanto vale um Bitcoin?

Em termos de moeda fiduciária, essa é uma resposta em constante mudança, mas desde o início, o que se segue é verdade: um Bitcoin vale tanto quanto o comprador está disposto a pagar. Essa é a lei primária de qualquer produto.

Hoje, a moeda está próxima dos U$$10.000, mas no passado era tudo diferente. Aliás, era uma proporção inversa a de hoje.

Com apenas US$1 você poderia comprar milhares de Bitcoins.

Calculando o valor do Bitcoin

Uma vez que um ativo tenha uma taxa de câmbio universalmente acordada, acompanhar seu preço crescente e em queda depois disso é uma questão simples.

Mas quando ninguém tem certeza do que o mercado está disposto a pagar por um ativo emergente, pode ser difícil chegar a um consenso sobre a avaliação de preço – especialmente quando não há exchanges para facilitar a indexação de preços.

Esse foi o dilema que os primeiros usuários do Bitcoin enfrentaram no início de 2010.

“Estamos numa situação de  ‘galinha ou ovo’ no momento”, observou o membro do fórum Bitcointalk, The Madhatter.

“Para alguém vender Bitcoins… para alguém, eles precisam de clientes que têm dólares e querem as moedas… Quero dizer, por que alguém se sentaria e aceitaria Bitcoins que são gerados em seus computadores? Eles vão apenas gastar seu dinheiro.”

Um par de meses antes, a primeira taxa de câmbio rudimentar para o BTC havia sido calculada pelo influente usuário do BitcoinTalk, “NewLibertyStandard”, ora chamado de NLS.

Seu sistema de preços foi baseado na quantidade de energia necessária para minerar BTC – ou “BC”, como ainda era chamado na época.

Um modelo simples que iniciou os outros cálculos

“New Liberty Standard está fazendo um trabalho fantástico e lógico para ajudar a ‘dar o pontapé inicial'”, elogiou o usuário do fórum “BitcoinFX” em fevereiro de 2010.

Depois ele ainda acrescentou:

“Atualmente estou compilando um modelo de rede neural que leva em conta outros fatores como o número finito de Bitcoins, fixações diárias de ouro e prata, outros pares de moedas e taxas de câmbio diárias e o número médio de usuários de Bitcoin etc.

Eu estou, é claro, considerando o New Liberty Standard. Este será um modelo muito adaptável para ajudar a calcular e prever as futuras taxas de câmbio e eu compartilharei com nossa crescente comunidade.”

Hoje, os modelos de precificação usados para prever os futuros preços do Bitcoin tornaram-se infinitamente mais sofisticados.

Embora a metodologia do NLS tenha sido aposentada há muito tempo, uma página da web arquivada revela os preços do BTC que seu sistema fixou em 2009, explicando:

“Nossa taxa de câmbio é calculada dividindo US$1,00 pela quantidade média de eletricidade necessária para operar um computador com alta CPU por um ano, 1331,5 kWh, multiplicada pelo custo residencial médio de eletricidade nos Estados Unidos no ano anterior, US$ 0,11136, dividido por 12 meses dividido pelo número de Bitcoins gerados pelo meu computador nos últimos 30 dias. ”

Veja também: Federal Reserve pode ajudar o Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais: