Hiperinflação: Venezuela entra em colapso econômico e o Bitcoin é meio de sobrevivência

0 Comentários

À medida que a arrasa com o valor do , cada vez mais venezuelanos se voltam para o como um método estável de geração de renda em meio ao colapso econômico

Ainda é uma prática minoritária, mas o Bitcoin experimentou um aumento meteórico na nos últimos dois anos. Como conseqüência das restrições para operar com moedas estrangeiras e hiperinflação descontrolada – a Assembléia Nacional, nas mãos da oposição, calcula que pode chegar a 741% no final deste ano -, a Venezuela está experimentando um crescimento constante da “mineração de bitcoin” ‘, que consiste em colocar seu computador para efetuar cálculos matemáticos complexos, em troca de obter uma parte proporcional.

Bitcoin provendo sustento básico

Venezuelanos em mercado de Caracas

No contexto venezuelano, o principal uso do Bitcoin é a geração de renda a curto prazo, e não a conservação do valor a longo prazo. Assim que for gerado, os “mineradores” trocam a por bolívares para comprar produtos de primeira necessidade.

“O que os que geram ou fazem bitcoins é trocá-los por bolívares em uma página chamada Localbitcoins, com a qual você compra o que precisa.”

Leia também  Serviço postal da Austrália utilizará aplicações Blockchain e governo apoia iniciativa

À medida que o bitcoin aumenta e tem um equivalente em dólares, a quantidade de bolívares que você dá é sempre maior. As pessoas estão gerando bitcoins porque a eletricidade é “dada” aqui, é por isso que vale a pena fazer “mineração” na Venezuela”, disse um minerador de bitcoin venezuelano para El Confidencial.

Dois fatores tornam lucrativa ou não uma operação de “mineração”: o valor de mercado do bitcoin – que atingiu seu recorde este ano – e o preço da eletricidade. E, na Venezuela, a energia elétrica é tão subsidiada que é praticamente livre.

“A mineração de Bitcoin envolve a solução de algoritmos matemáticos complexos para os quais não há atalhos possíveis. Eles exigem uma enorme capacidade computacional para ser o primeiro a obter a solução e receber o prêmio: novas moedas.”

Ou seja, após o investimento inicial no equipamento, ele pode ser operado sem grandes custos, pelo menos na Venezuela. Os subsídios estatais para energia permitem que um venezuelano administre várias “mineradoras” de bitcoin para “gerar cerca de US$ 500 por mês”, de acordo com cálculos do The Atlantic. Um valor que hoje parece exorbitante na Venezuela.

Leia também  CEO da ADVFN, diz: As chances do Bitcoin atingir os US $100mil é muito alta

O rigoroso controle exercido pelo Banco Central e pelo de Nicolás Maduro significa que o investimento em outros ativos é praticamente impossível. Existem valores de refúgio seguro para poupança – ouro, renda fixa soberana ou mesmo jóias e arte – mas estão fora do alcance da grande maioria dos venezuelanos. Esta é uma das razões pelas quais a Venezuela lidera transações com bitcoins na América do Sul. De acordo com coin.dance, o total de euros em transações com a criptomoeda foi de cerca de um milhão e meio no início de agosto.

“Com o bitcoin não há , não há surpresas: cada nova moeda é adicionada a uma taxa previsível até, no futuro, alcançar o máximo possível de moedas que podem ser geradas e, como a economia se baseia em expectativas, isso equivale a uma moeda tremendamente seguro, pelo menos em teoria, porque ainda estamos muito longe desse ideal. As grandes apreciações que vimos este ano em criptomoedas são o resultado da euforia especulativa, e certamente passaremos por vários ciclos de bolhas e punções antes pode falar de um bem consolidado e seguro , diz Isaac de la Peña.

De acordo com ‘The Atlantic’, o governo está tentando suprimir o uso da criptomoeda no país. Dado que, na Venezuela, não há legislação sobre criptomoeda, a polícia prendeu “mineradores” por acusações falsas, como “roubo de eletricidade” ou “contrabando”. A primeira vítima foi Joel Padrón, dono de uma empresa de correio e que começou na “mineração” de bitcoins em busca de renda extra, foi sentenciada a 14 semanas de prisão por “roubo de energia”. Essa repressão levou alguns a operar em outras criptomoedas, como o Ether, da rede Ethereum, que é muito mais complicado de rastrear.

Fonte: El Confidencial

Leia também  Banco sediado na Califórnia atende quase 500 clientes de criptomoeda

Novo por aqui? Já pensou em fazer um curso de trading AO VIVO e totalmente diferenciado? Conheça a Escola do Bitcoinhttp://escoladobitcoin.com [jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

Aviso de risco: Investir em moedas digitais, ações, títulos e outros valores, mercadorias, divisas e outros produtos de investimento derivado (por exemplo, contratos por diferença, “CFD”) é especulativo e representa um nível elevado de risco. Cada investimento é único e envolve riscos únicos.

Os CFD e outros derivados são instrumentos complexos e têm um risco elevado de perda rápida de dinheiro devido a alavancagem. Deverá ponderar se compreende como o investimento funciona e se consegue suportar o risco elevado de perda do seu dinheiro.

As criptomoedas podem ter preços flutuantes e, por isso, não são adequados a todos os investidores. A negociação de criptomoedas não é supervisionada por qualquer enquadramento regulador da UE. O desempenho anterior não garante os resultados futuros. Qualquer histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. O seu capital está em risco.

Quando negoceia em ações, o seu capital está em risco.

O desempenho anterior não é um indicativo fiável de resultados futuros. O histórico de negociação apresentado tem menos de 5 anos e, exceto quando indicado, não é suficiente como base de decisões de investimento. Os preços podem tanto subir como descer, os preços podem flutuar bastante, pode estar exposto a flutuações de taxa de câmbio e pode perder todo ou mais capital do que o que investiu. O investimento não é adequado para todos, certifique-se de que compreendeu totalmente os riscos e legalidades envolvidas. Se não tiver a certeza, procure aconselhamento financeiro, legal, fiscal e/ou contabilístico. Este website não oferece aconselhamento financeiro, legal, fiscal ou contabilístico. Alguns links são links afiliados. Para mais informação, leia o nosso aviso e declaração de risco completo.