HASH: Introdução à sua importância para as Criptomoedas

2s Comentários

imagem mostrando hash das criptomoedas formando o desenho de uma cabeça

Quem entra em contato com o mundo do Bitcoin e das Criptomoedas logo vai começar a ouvir fala de “Hash”, mais cedo ou mais tarde.

Nesse post trarei algumas noções básicas sobre essa palavra enigmática. Esse conceito deve ser compreendido, pelo menos de forma introdutória, por aqueles que desejam entender um pouco mais dos aspectos técnicos do funcionamento das moedas digitais descentralizadas.

O Hash é uma das tecnologias básicas mais importantes do Blockchain, sendo que para compreender a tecnologia base das criptos é necessário entender esse termo.

Em termos de analogia, o Hash é como a impressão digital do ser humano. Imagine que as impressões digitais das pessoas são únicas e servem para identificá-las e diferenciá-las entre si de forma a comprovar ou rejeitar a presença de uma pessoa numa cena de crime, por exemplo. Impressões digitais condenam ou absolvem pessoas em contextos criminais diversos. O Hash é como uma impressão digital de uma quantia de dados computacionais variados.

O que são as funções Hash?

Daniel Drescher, no livro “Blockchain básico: uma introdução na técnica em 25 passos”, p, 83, diz que “as funções hash são pequenos programas de computador que transformam qualquer tipo de dado em um número de tamanho fixo, independentemente dos dados de entrada. Portanto, o Hash é uma representação codificada de uma outra informação qualquer.

Para que serve o Hash?

O Hash serve para validar a confiabilidade de uma informação. Pessoas diferentes (ou os computadores) podem verificar a confiabilidade de uma transação ao criarem e compararem o Hash de uma porção de informação transferida entre elas. Por exemplo.

Como um editor pode ter certeza de que está publicando o arquivo do livro que o escritor lhe enviou? Num caso como esse, o escritos gera um Hash do arquivo enviado e o envia junto (ou separado) do material ao editor, que confirma de forma independente o Hash do arquivo recebido. Se os números forem idênticos, ele pode ter certeza de que não houve nenhuma alteração no documento enviado pelo autor.

O Hash cria impressões digitais de um conjunto de dados específico e dá confiança e legitimidade a esse conjunto de informações. Essa característica é absolutamente essencial no universo das criptomoedas.

É assim que se cria e se comprova algumas das características mais importantes da rede em termos de confiabilidade, a tal ponto da informação poder ser validada de forma independente por qualquer pessoa que possua aquela informação.

Nisso também estão calcados fundamentos como transparência e outras caraterísticas essenciais de uma rede de blockchain pública, como é o caso do Bitcoin e outras criptomoedas.

Para saber mais sobre esse tema, veja esse vídeo (Clique aqui)

Veja também: Electroneum escolhe Brasil para dar próximo passo rumo a popularização

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.