Entenda: Google, Ethereum e Chainlink se unem para criar aplicativos híbridos Blockchain-Cloud

0 Comentários

Os aplicativos híbridos usam oracles para preencher a lacuna entre contratos inteligentes baseados na blockchain e serviços de nuvem na Internet, tornando processos de negócios automatizados mais eficientes e robustos.

Enquanto blockchain está fazendo seus avanços a cada dia que passa, algumas empresas também estão trabalhando na integração de protocolos blockchain com serviços de nuvem pública e recursos modernos de internet. Hoje, o gigante de tecnologia Google revelou a possibilidade de desenvolver aplicativos híbridos blockchain-cloud usando a tecnologia de contratos inteligentes Ethereum e seu serviço de nuvem nativo BigQuery.

Na postagem oficial do blog, Allen Dey, fala sobre os aplicativos em que os dados na nuvem hospedados na Internet são disponibilizados dentro de uma rede blockchain pública imutável usando a Chainlink. Um “oracle” é basicamente um portal entre o mundo real e um blockchain.

Algumas das principais áreas de tecnologia que o Google planeja segmentar por meio desses aplicativos híbridos são privacidade de transação, contratos futuros e mercados de previsão.

Contratos inteligentes

Os contratos inteligentes, bem conhecidos, estão incorporados na rede blockchain pública, tornando-os efetivamente imutáveis ​​e invioláveis. Como resultado, os participantes dos contratos inteligentes comprometem seus recursos com base em um determinado contrato, enquanto confiam que esses contratos serão executados automaticamente sem qualquer intervenção de terceiros.

Mas a questão fundamental é de onde obter as variáveis ​​que podem avaliar o contrato. Se os dados dos contratos inteligentes não forem derivados de nenhuma atividade na rede, será necessária uma fonte confiável de dados externos nesse caso, que não é nada além de um “oracle”.

Além disso, os conjuntos de dados públicos de blockchain de criptomoeda do Google funcionam como um recurso para vários processos de negócios off-chain, como o compartilhamento de lucros SaaS ou o uso de técnicas de análise estática para detectar vulnerabilidades de malware e software. Mas, em contraste, os processos de negócios que precisam ser implementados na forma de contratos inteligentes de blockchain precisam de acesso aos dados off-chain.

O Google planeja fechar esse ciclo usando oráculos que fornecem interoperação bidirecional entre contratos inteligentes on-chain e seus serviços em nuvem. A gigante de tecnologia demonstra isso estabelecendo a interoperação entre um contrato inteligente baseado no Ethereum e os serviços do Google BigQuery Cloud por meio dos oráculos da Chainlink. Na postagem oficial do blog, o Google destaca:

“Esse conjunto de componentes permite que um contrato inteligente tome medidas com base em dados recuperados de uma consulta on-chain para o data warehouse hospedado na Internet. Em um nível alto, o Ethereum Dapps (por exemplo, aplicativos de contrato inteligente) solicita dados do Chainlink, que, por sua vez, recupera dados de um serviço da Web criado com o Google App Engine e o BigQuery ”.

Na postagem do blog, o Google também apresenta três implementações técnicas diferentes dessas soluções. Os três principais casos de uso apresentados pelo Google incluem:

  • Mercados de previsão
  • Cobertura contra o risco da plataforma Blockchain
  • Melhorando a privacidade das transações na Ethereum através de colocações tardias usando oráculos

Afirmando a importância dos Oracles, o Google conclui que “O uso de serviços Chainlink pode ajudar a reduzir as manifestações de ineficiência e, em certos casos, adicionar novos recursos aos contratos inteligentes da Ethereum, graças aos quais vários modelos comerciais podem ser implementados”.

O Google incentiva mais desenvolvedores a criar aplicativos híbridos, aproveitando ao máximo os contratos inteligentes e os serviços baseados em nuvem da blockchain.

ChainLink (LINK) em alta

A rede Chainlink utilizou o Twitter para anunciar que o Google integrará o Chainlink em sua abordagem de adoção de contrato inteligente. O preço da criptomoeda subiu mais de 50% em menos de uma hora após o anúncio.

A LINK foi uma das criptomoedas com melhor desempenho ano passado e, com as notícias de hoje de que o Google integrará o Chainlink em sua abordagem de adoção de contrato inteligente, foi o estopim para uma onda de super valorização do ativo.

“Estamos entusiasmados em compartilhar que o Google é uma das grandes empresas que integram o Chainlink em sua abordagem de adoção de contrato inteligente”, tuitpou a empresa.

Em menos de uma hora, após o anúncio no Twitter, o preço da Chainlink subiu mais de 50%, e atualmente está sendo negociado a US $ 1,76 por moeda.

Obviamente, a comunidade de criptomoedas ficou muito animada com as recentes notícias de que o Google fará parceria com a Chainlink.

Mas, nem todos parecem convencidos de que esta é uma parceria real entre o Google e a Chainlink.

Você acha que a criptomoeda Link realmente firmou parceria com o Google? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Clique aqui para ler: ROI do Bitcoin supera lucro da Berkshire Hathaway nos últimos 50 anos

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.