França lidera força-tarefa do G7 contra criptomoeda do Facebook

3s Comentários

Muitos países europeus expressaram preocupação após o recente lançamento da criptomoeda lançada pelo Facebook, a Libra. A fim de antecipar-se a potenciais prejuízos, a França está criando uma força-tarefa do G7 para estudar como os bancos centrais vão lidar com a Libra, informou o site de notícias Reuters.

O presidente do banco central da França, François Villeroy de Galhau disse nesta sexta-feira que a força-tarefa será liderada pelo membro do Comité Europeu do banco Central, Benoit Coeuré, com foco em como garantir a que criptomoeda não seja usada para lavagem de dinheiro por exemplo.

Vale destacar que a atitude não é uma surpresa, dada a reação da França. Na terça-feira, o ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, expressou preocupações de que Libra possa substituir as moedas fiduciárias e pediu aos governadores dos bancos centrais do G7 que preparem um relatório sobre Libra, para ser discutido numa reunião em julho.

Le Maire declarou explicitamente que a Libra jamais deveria ser autorizado a se tornar uma moeda, dizendo na época que “não pode e não deve acontecer”, Villeroy disse hoje que a França deve ser “aberta à inovação”, mas manter firme seu regulamento.

No entanto, Villeroy ainda tem algumas reservas sobre a criptomoeda do Facebook, dizendo que o conceito de “estável” ainda precisa ser claramente definido. Especificamente, em quais instrumentos a moeda será estável e como serão fixadas suas taxas de câmbio.

Clique aqui para ler: Bitcoin se torna a 9ª maior moeda do mundo

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.