Europol adverte autoridades sobre o aumento no uso das criptomoedas Zcash, Monero e Ether em cibercrimes

0 Comentários

, publicou pela primeira vez um relatório de crimes cibernéticos que examina o crescente uso de , e  na chamada .

Na avaliação da ameaça do crime organizado na Internet de 2017 (IOCTA), a Europol afirma que, embora o ainda seja a moeda preferencial no cibercrime, essa preferência está começando a mudar, com “Monero, Ethereum e Zcash … ganhando popularidade no subterrâneo digital”.

A pesquisa analisa a diversidade desejável dessas criptomoedas para cibercriminosos e conclui que a Monero é cada vez mais popular devido às “características adicionais de e privacidade que oferece”.

O documento explica:

“As transações não podem ser atribuídas a nenhum usuário / endereço específico, todas as moedas usadas em uma transação são” ocultas “por padrão e os históricos de transações são mantidos em segurança.”

A Europol também menciona a popularidade das criptomoedas nos mercados darknet e descreve o primeiro caso conhecido, no início deste ano, de um sistema de ransomware focado em Monero chamado .

Leia também  CEO da Fidelity Investiments diz que a empresa está minerando criptomoedas

Discutindo o  Ethereum (ETH), a pesquisa reafirma as preocupações anteriores da Europol de que contratos inteligentes poderiam ser usados ​​para formalizar pagamentos entre prestadores de serviços de crime. Além disso, ele documenta um caso de um mercado descentralizado darknet planejado para operar na Ethereum.

O documento continua dizendo que o Zcash “ainda não foi identificado nas investigações”. No entanto, devido às suas características de privacidade, que envolve “ocultar tanto o destinatário da transação quanto o valor da transação”, os mercados darknet estão interessados ​​na moeda.

Embora, desde a sua dissolução, a adicionou Monero e Ethereum como opções de pagamento no ano anterior ao encerramento e teve planos de implementar o Zcash.

Europol fechou o AlphaBay no início deste ano como parte de uma repressão da darknet coordenada internacionalmente.

Leia também  Exchange Yobit é investigada na Rússia sob atividade suspeita e alegações de fraude

Um relatório sobre a investigação afirmou, que as autoridades apreenderam grandes quantidades de Bitcoin, Ethereum, Zcash e “uma quantidade desconhecida de Monero” do administrador do site. Os entusiastas de Monero celebraram a declaração nas mídias sociais como prova da resiliência da moeda.

Fonte: Coindesk.com
Tradução: Guia do Bitcoin


É importante se manter informado todos os dias, siga nossos canais oficiais:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]