As probabilidades de Trump proibir o Bitcoin são quase zero

4s Comentários

Todos nós entusiastas de criptomoedas vimos a recente birra no Twitter do presidente Trump dos Estados Unidos contra o Bitcoin, e com isso surgiu o medo de uma proibição total do Bitcoin que seguiu os tweets.

As opiniões hostis de Trump em relação a criptomoeda mais popular do mundo e a recente postura do Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, não causaram muitos danos ao Bitcoin, que não sofreu grandes oscilações.

Embora o temor de uma proibição do Bitcoin que possivelmente seria imposta nos Estados Unidos tenha surgido, o economista e entusiasta das criptomoedas Alex Kruger, tuitou que as chances de haver uma proibição do Bitcoin nos EUA caíram de extremamente baixo para quase zero, após a conferência de imprensa do Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin.

O trader classificou os comentários de Mnuchin como um “hambúrguer de nada”, o que basicamente significa que esses comentários de Mnuchin e Trump podem ser considerados “insignificante”.

Vale destacar que uma proibição do Bitcoin provavelmente refletiria negativamente na preparação para a reeleição de 2020, e poderia levar a uma perda de votos, especialmente quando candidatos democratas, como Andrew Yang, aceitam abertamente o uso da criptomoeda.

Libra, a criptomoeda do Facebook

Se a proibição do Bitcoin é quase zero, não se pode dizer o mesmo da Libra, a criptomoeda do Facebook,

a controversa e também aguardada criptomoeda que está planejando construir com dezenas de empresas parceiras, até que as preocupações dos órgãos reguladores sejam totalmente abordadas, de acordo com o principal executivo da empresa no projeto.

Isso quer dizer que, em teoria, a criptomoeda do Facebook não vai ser lançada até que o governo decida que a moeda está de acordo com o que eles acham que deve ser correto.

David Marcus, o CEO da Calibra que comparecerá diante dos membros das duas casas do Congresso dos EUA para discutir o projeto esta semana, disse que o Facebook também receberá “aprovações apropriadas” antes de lançar a Libra.

Segundo ele, a ideia da Libra não é competir com as moedas nacionais dos países e não vai interferir nos bancos centrais e nas políticas monetárias. A afirmação está em um depoimento preparado para uma audiência de 16 de julho perante o Comitê Bancário do Senado dos EUA.

“O tempo entre agora e o lançamento é projetado para ser um processo aberto e sujeito a supervisão e revisão regulatória”, escreveu ele no testemunho. “Nós sabemos que precisamos ter tempo para fazer a moeda da forma correta. E quero ser claro: o Facebook não oferecerá a moeda digital Libra até que tenhamos resolvido completamente as preocupações regulatórias e recebido as aprovações apropriadas.”

Ainda assim, o Facebook disse que está de olho no próximo ano como data de lançamento da Libra.

O que você acha? Há alguma possibilidade do governo americano proibir o Bitcoin? Deixe seu comentário abaixo.

Leia mais: Ethereum considera usar a rede Bitcoin Cash para dados

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.