Censura na China? Escritório de criptomoeda é fechado no país

1 Comente

 

GXChain é uma criptomoeda projetada para criar uma internet de dados de valor confiável. A descentralização oferecida pela GKC permite a transmissão de dados P2P. Isso protege efetivamente a privacidade dos dados e os direitos autorais, além de impedir atividades fraudulentas.

A criptomoeda foi lançada em 2017, através de ICO. Teve sua ATH em janeiro de 2018, quando chegou a custar U$9,99 por criptomoeda. Além de ter atingido o valor de mercado de U$600 milhões.

Esses números diminuíram drasticamente. Nas últimas 24 horas, a GKC está com uma desvalorização de 24%, sendo negociada a U$0.60. Esse valor pode cair ainda mais caso se confirme os rumores de repressão da polícia chinesa.

O escritório da GXChain foi fechado, por motivo desconhecido e ao que tudo indica pela polícia local.

“A GXChain era uma ICO com muito sucesso nos dias de hoje, com valor de mercado de ATH superior a U$600 milhões (até agora ainda possui US$ 48 milhões) é considerada uma das poucas ICO legítimas”.

A afirmação veio da sócia fundadora da empresa de investimentos Primitive Ventures, Dovey Wan, em um Tweet com a foto de um escritório fechado.

Wan, acredita que o fechamento ocorreu por conta do setor que a startup opera.

“Não faço ideia por que a polícia agiu contra a GXchain em vez de se preocupar com outros 10.000 golpes chineses, uma vez que a GXchain tem um negócio real por trás. O gatilho pode ser o negócio de dados – eles vendem dados processados de crédito pessoal, que é uma área altamente sensível atualmente na China”.

Caso os rumores se provem uma verdade, o motivo da decisão do governo chinês de fechar o escritório da GXChain é desconhecido.

Em julho 2018 a China já emitia seu terceiro Índice de Avaliação Global de Blockchain. E classificou a GXChain em quarto lugar de tecnologia da cadeia pública. A equipe tem trabalhado na construção de uma nova infraestrutura de blockchain.  Em julho desse ano, a empresa publicou um relatório de progresso de seus projetos e não apresentou indícios de que daria um golpe em seus investidores.

Embora a China esteja desenvolvendo sua própria criptomoeda, autoridades do país costumam ser contrários aos ativos digitais. A China, definitivamente, não é a nação mais acolhedora para as criptomoedas.

A GXChain ainda não divulgou uma nota oficial. Enquanto permanece o silêncio, o preço do ativo continua caindo e a repercussão sobre seu sucesso futuro aumentando.

 

Veja também: LocalBitcoins avisa que usários do Tor podem estar em risco

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.