Erudito islâmico diz que o Bitcoin é compatível com a lei da sharia

Uma declaração recente de um erudito islâmico de que o Bitcoin é compatível com a lei da sharia poderia ter sido a causa da alta do BTC em torno de 1.000 dólares, abrindo o mercado islâmico para que os investidores muçulmanos antes incertos pudessem investir em criptomoedas, qualificadas com dinheiro sob as definições resumidas pelo erudito.

Os muçulmanos representam 23% da população mundial, com 1.6 bilhão de pessoas por todo o mundo, especialmente em países asiáticos como a Índia e a Indonésia. A lei da sharia, ou lei canônica islâmica, proíbe o empréstimo de dinheiro à altas taxas de juros, conhecidas também como usura. O debate aumentou desde que a negociação de Bitcoin podia ser vista como uma forma de usura dada a volatividade e as altas margens e lucro ou perda.

À medida em que a religião que mais cresce no mundo tem se tornado uma figura mais central para as autoridades financeiras, com o FMI delimitando sua primeira discussão formal sobre a necessidade dos bancos islâmicos no ano passado. No Islã, as commodities com valor intrínseco (ouro, prata e sal) são consideradas moedas.  O dinheiro fiduciário atualmente está numa situação mais delicada do que as commodities quando chega ao ponto de ser considerado dinheiro islâmico – dinheiro digital ou de papel geralmente só é permitido quando lastreado por alguma commodities de valor intrínseco e fixado numa taxa específica de troca. O padrão ouro permite que moedas lastreadas em outro sejam compatíveis com a lei da sharia.

Leia também  Ledger lança atualização para "carteiras" Nano S

O bitcoin tem sido uma moeda difícil de quantificar, agindo como commoditie e moeda ao mesmo tempo. O BTC cai, contudo, sob certas definições de dinheiros comuns sob a lei da sharia – qualquer coisa que se torne amplamente aceita como moeda pela sociedade ou por decreto do governo.

Mufti Muhammad Abu Bakar, um consultor da sharia e oficial de compatibilidade na empresa de finanças Blossom em Jacarta, publicou um artigo sobre se o bitcoin deveria ser permitido (Halal) ou proibido (Haram) no dia 10 de abril de 2018.

O artigo essencialmente argumentou que em certos casos o Bitcoin deve ser considerado Halal, ou seja, permitido.

Um excerto do artigo lê:

“Na Alemanha, o Bitcoin é reconhecido como moeda legal e, portanto, qualificada como dinheiro islâmico na Alemanha. Em países como os Estados Unidos, onde falta ao Bitcoin o status de dinheiro legal, mas onde ele é aceito para pagamentos por uma variedade de negociantes e, assim, o qualifica como dinheiro islâmico comum”.

Leia também  Ripple investirá US $ 2 milhões em projetos blockchain da Universidade do Texas

A lei a sharia tem fortes ideias sobre a preservação da riqueza, algo que tem conduzido as ICO`s e a volatividade do mercado de negociação das criptomoedas a ser visto sob luz negativa. O Bitcoin e a tecnologia da Blockchain, todavia, estão atualmente alinhados com a ideologia da sharia. Reservas fracionárias bancárias onde a posse de dinheiro envolvido no que é considerado usura é algo proibido. Porque a blockchain inegavelmente prova a posse, ela é factualmente mais compatível com a lei da sharia do que o sistema bancário, e isso foi incluído no artigo publicado por Mufti. A regra vem somente um dia após a maior conferência islâmica de eruditos a respeito das criptomoedas, demonstrando que esse tem sido um tema de interesse da população islâmica.

Ao passo que os muçulmanos contem como quase uma entre quatro pessoas no mundo, a regra poderia abrir o mercado a muitos investidores que estavam previamente evitando o mercado por razões religiosas, algo que pode, muito bem, estar sendo visto na recente alta do valor do Bitcoin.

Leia também  A "bíblia Bitcoin" do JPMorgan afirma que é improvável que as moedas digitais desapareçam

(Conor Maloney)

Fonte: ccn.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

loading...

É a vez do Japão! – Principal Bolsa Japonesa se prepara para lançar derivativos de Bitcoin

Uma das principais bolsas financeiras do Japão está começando os preparativos para lançar derivados de bitcoin, ecoando as rivais dos EUA, CME e CBOE, que planejam listar contratos futuro da criptomoeda até…

0 Comentários

CEO da Dash informa: já tivemos quase 2.000 downloads na Apple Store

Enquanto preços de outras criptomoedas estiverem em queda recente, a Dash ganhou força com o recente anúncio de seu App aprovado pela Apple. Depois de um longo e período de idas…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link