D9 e MinerWorld são alvos de investigação no Paraguai por esquema de pirâmide financeira

Imagem: reprodução

O Banco Central do (BCP) também se juntou à convocação para às alegações da Comissão de Valores Nacional (CNV) da do sistema Ponzi (Pirâmide) no mercado, recentemente investigado pelo Procurador. O banco explica que o usuário deve cuidar de seus recursos, portanto, deve verificar se as empresas são reguladas através de entidades garantidas.

Em um comunicado, o BCP explica que um esquema de pirâmide é uma em que uma pessoa singular ou grupo oferece retornos elevados para o próprio depositante. Estes procuram atrair dinheiro de pessoas que prometem altas taxas de juros, tornando-se algo atraente, mas muito arriscado.

Ele também observa que não há dinheiro real investimento neste esquema, mas as contribuições dos novos participantes são usadas ​​para pagar os mais antigos, por isso a necessidade de “convidar mais pessoas pra sua rede”. “Não é aconselhável colocar o nosso dinheiro neste negócio, porque estes não são sustentáveis ​​ao longo do tempo“, a declaração enfatiza o banco central.

Leia também  Suspeita de fraude, Bitcoin Task encerra atividades culpando a alta do Bitcoin

Com a visão de “observar o seu esforço e assistirem suas economias” em um gráfico de pirâmides, o BCP adverte que “o investidor sempre perde“. Duas empresas foram alvo de acusação, conhecido como “ Clube de Empreendedores” em e a Minerworld, na Ciudad del Este.

De acordo com investigações jornalísticas, os das plataformas virtuais e apostas da D9 já possuem mais de 18.000 “investidores”, que foram “prometidos” um retorno entre 30% e 300%, de acordo com a conta de investimento, no prazo de pouco mais de um ano. Enquanto o “investidores” alegam de que este não é um esquema de pirâmide ou ponzi, e que não exigem convidar mais pessoas, no entanto os mesmos promovem que se convidem mais pessoas, para “gerar retornos mais elevados”.

Esquemas deste tipo nada tem a ver com a moeda virtual, , que tem o propósito totalmente diferente. Na realidade, essas empresas sequer sabem como funciona a tecnologia do , pois não possuem nenhuma prova verídica da atividade que “supostamente” realizam.

Fernando Escobar, chefe da CNV, confirmou a informação que coletou todos os dados para a entrega às autoridades judiciais. Ele esclareceu que a queixa foi feita para um procurador geral do Estado.

Por outro lado, após a série de publicações, a empresa global Betfair, uma das maiores casas de apostas on-line do mundo, rejeitou a existência de um acordo ou aliança com a D9.

Aviso: diversas empresas estão utilizando o Bitcoin como fachada, por isso estão manchando a imagem da , que nada tem a ver com esses esquemas fraudulentos!

[Atualização]

Para piorar a situação, a MinerWorld ainda informa um número de registro (RUC) que nem sequer existe:

Abaixo na imagem tem escrito “ITEM NÃO ENCONTRADO“, ou seja não existe nenhum cadastro da “suposta” mineradora no Paraguai, mesmo assim isso seria um indicador de nada, pois TelexFree também alegava possuir “registros legais”.

Basta pesquisar no site http://ruc.com.py/ pelo número que eles informam: 80096798.

Fonte: La Nación

Comentários

Comentários

2 Comentários


  1. Bom dia a todos! Como Empreendedor & Líder em Expansão D9 Clube de Empreendedores,sou completamente À favor das investigações pois somente as legítimas empresas devem operar.

    Mas acredito piamente na idoneidade da Diferenciada D9 Clube de Empreendedores.

    Espero que o tão estimado portal Guia do BitCoin nos comunique o desfecho das investigações,tão logo as mesmas estejam disponíveis,aquele abraço a todos e excelentes investimentos!!!

    Responder

  2. Vale ressaltar que diversas pirâmides tiver em princípio autorização para trabalhar, patrocinadores de times como já dito acima, w os piramideiros sempre falando que não existiam reclamações até serem pegos, o povo fica lunático, usam o nome do bitcoin para levar dinheiro de quem entra, porque quem não desenvolve rede tem apenas bitcoin duplicado e olha que nem isso andou ocorrendo, bit ofertas tenho um amigo que foi fazer uma propaganda e cadê, não funcionou na hora de vender, …. nós trabalhamos com recargas, tudo migé, porque uma mineradora se interessaria em diversificar ! Bitcoin não precisa disso, to vendo ganhar dinheiro vivo, quem vende escritório virtual com números apenas, enchendo o bolso de dinheiro vivo e não de bitcoins, coloca os outros mas seus apartamentos e casas estão cheias de grana de quem entra, aí pergunto se passar nota de real no liquidificador é mesmo coisa certa

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *