Criador do Ethereum desmente boato sobre sua morte

1 Comente

Vitalik Buterin, o criador da plataforma , usou a tecnologia que ele desenvolveu de forma incomum neste fim de semana, voltando-se para a própria Blockchain para refutar boatos de sua própria morte.

O engano originou-se no fórum de internet 4chan ontem, com posts afirmando que Buterin morreu em um acidente de carro. A história foi recolhida por pelo menos um site de notícias on-line, a VioNews, embora o artigo e um tweet correspondente foram posteriormente removidos uma vez que a história foi revelada como falsa.

Em meio aos rumores, Buterin postou em suas mídias sociais que, de fato, estava vivo, postando um número de bloco na rede Blockchain da Ethereum e um hash correspondente.

Leia também  Julian Assange prova que está vivo utilizando tecnologia do Bitcoin

A atitude lembrou a mesma tomada pelo fundador da Wikileaks, Julian Assange, que, em meio a rumores de sua própria morte, usou a Blockchain do Bitcoin como uma ferramenta de “prova de vida” durante uma sessão Reddit Ask-Me-Anything em janeiro.

Rumores da morte de Vitalik levaram a queda do ?

A palavra que Buterin morreu, no entanto, teve um impacto no mercado do Ether, a criptomoeda da rede do Ethereum, com o rumor do preço cair abaixo de US$ 300.

Esse declínio do mercado continuou, conforme mostram os dados do mercado, com o preço do Ethereum indo parar em US$ 231 no momento da postagem original, uma queda de mais de 20% desde o início da negociação do dia (embora não esteja claro se os dois eventos estão conectados).

Via: Coindesk
Tradução: Guia do Bitcoin