Coinbase sob investigação devido a Flash Crash de Ethereum

0 Comentários

A Comissão de Negociação de Contratos Futuros de Commodities ( em inglês Commodity Futures Trading Commission ou ) está investigando a pelo Flash Crash ocorrido com no meio do ano.

Um artigo da Bloomberg informou que a CFTC solicitou informações da Coinbase Inc. sobre um incidente em 21 de junho na sua plataforma, , em que a criptomoeda Ethereum sofreu uma queda abrupta em seu valor, caindo de US$317,81 para US$0,10 em segundos, recuperando seu valor rapidamente.

Um Margin Trading poderia ter causado a queda?

A CFTC está preocupada com o fato de que a alavancagem ou o “Margin Trading” podem ter motivado a queda no valor da criptomoeda. O Margin Trading é uma modalidade de negociação, onde usuários emprestam ativos como criptomoedas para outros usuários fazerem negócios em troca de juros diários. Assim chamado de negociação em “Margin” ou “Alavancagem” de negociação.

Leia também  Queda ou consolidação de mercado?

Entre as questões em que a agência está investigando, está a possibilidade da alavancagem ter sido o gatilho para o mergulho no preço do . Segundo alguns usuários que não quiseram se identificar, a Coinbase permitiu que os comerciantes usassem dinheiro emprestado para fazer apostas maiores do que seria possível com seus recursos pessoais.

A CFTC continua investigando a Coinbase, como também sua exchange a GDAX, mas isso não seria uma surpresa, visto que a agência vem tentando controlar o “Meio Selvagem” dos ecossistemas das moedas digitais. A também apontou que a Coinbase realizou US$20 bilhões em transações de criptomoedas.

Coinbase pouco se preocupa

Apesar das investigações, a Coinbase demonstrou pouca preocupação com o caso. Eles estão cooperando plenamente com tudo e até mesmo enviaram por e-mail está declaração à :

“Como instituição financeira regulamentada, a Coinbase cumpre os regulamentos e coopera plenamente com os reguladores. Após o ocorrido da GDAX em Junho de 2017, alcançamos proativamente um número de reguladores, incluindo o CFTC. Também decidimos creditar todos os clientes que foram afetados por este evento. Não temos conhecimento de uma investigação formal “.

A Coinbase tem mostrado um forte interesse em ser um exemplo de empresa voltada e criptomoedas. Ela sempre buscou ser uma plataforma confiável aos olhos do público, como também dos órgãos de segurança. No ocorrido, trouxemos uma matéria, que você pode ver clicando aqui, falando que a mesma restituiu todo os usuários que tiveram seus stop-losses ativados, mesmo ela sendo devidamente inocentada.

Leia também  App de mensagens número 1 da Coreia do Sul, com 200 milhões de usuários, lança exchange com 110 criptomoedas