2019 vai ser um bom ano para instituições e criptos, diz presidente da Coinbase

0 Comentários

Não é segredo para ninguém que o Bitcoin entrou em dezembro tropeçando e quase caindo completamente, para desespero de muitos Hodlers. Porém, os investidores começaram a se animar do meio do mês para frente, quando o Bitcoin (e muitas outras altcoins) voltaram a ganhar força em um Rally de Natal, que apesar de pequeno, deixou o mercado menos preocupado com o futuro da criptoeconomia.

O BTC chegou a subir 25% em uma semana e, apesar de já ter sofrido correções para baixo, os investidores estão mantendo um ar de recuperação, mesmo ainda tendo um certo medo do mercado Urso.  O presidente da Coinbase, Asiff Hirji, em entrevista para o CNBC Fast Money, falou que essa subida “não é uma surpresa” e que ele espera que a indústria continue aumentando nos próximos anos.

Leia também  Como pagar suas contas utilizando Bitcoins

Hirji disse que 2017 foi um ano de muito interesse nas criptomoedas quando o Bitcoin alcançou a marca história de 20 mil dólares. Em 2018 o grande marco foi o desenvolvimento de infraestrutura em blockchain que superou todos os outros anos. Com a grande valorização do Bitcoin e de outras altcoins, muitos desenvolvedores começaram a trabalhar nas diversas tecnologias de blockchain na indústria.

Esse movimento todo acabou catalisando a criação de projetos surpreendentes. Como o próprio presidente do Coinbase afirmou “Nunca houve tanta inovação na blockchain como existe hoje”.

Esse não é um argumento sem base. Recentemente várias notícias sobre novos empreendimentos na blockchain foram surgindo. Nos últimos dias foi anunciando que o conglomerado norte-americano AT&T está estudando o uso da tecnologia da Blockchain. Junto dela outras empresas como Nasdq e a Intercontinental Exchange também embarcaram em aventuras relacionadas a criptomoedas e seus ecossistemas.

Leia também  Site de games lança moeda própria que pode ser minerada e usada em outras plataformas

Mais interesse institucional

Asiff também falou sobre o envolvimento das instituições na indústria da criptoeconomia. Segundo ele, os novos investidores institucionais estão à procura de “locais válidos” para realizar as transações, junto com custódias reguladas e qualificadas.

Puxando um pouco de sardinha para a Coinbase, o presidente da empresa disse que o serviço de custódia da companhia “explodiu todas as metas internas” com milhares de instituições entrando na plataforma.

Ele então concluiu, considerando o sucesso da Coinbase, que 2019 vai ser um bom ano para as instituições que querem começar a usar tecnologias da blockchain.

Veja mais: CEO da Coinbase promete doar para a caridade

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.