Cinco presos na Itália envolvidos com venda de armas, drogas e dinheiro falso na deepweb

0 Comentários
Imagem: reprodução

O lider conhecido na deepweb como ‘Kriminale’, estava sendo investigado pelas autoridades como um dos narcotraficantes mais ativos da “deepweb”. Ele é um dos cinco homens, sendo três italianos, um albanês e um sul-americano, presos pela polícia como participantes de uma quadrilha que atuava no submundo da internet, donos de um mercado virtual onde as transações ocorriam em moedas digitais que vendiam produtos ilegais, drogas, armas, documentos falsos, dinheiro falso, softwares ilegais para acesso a sistemas de computador e “chupa cabra” para clonar cartões de crédito. Os policiais se infiltraram entre os usuários, e conseguiram rastrear as operações ilegais que estavam ocorrendo na Itália através da deepweb.

Foi realizada uma investigação com o apoio de policiais especialistas em tecnologia e agentes secretos – disse o chefe da divisão anti-crimes cibernéticos, Marco Cadeddu. Nós identificamos sites e fóruns, comercializando drogas de todo tipo: cocaína, heroína, haxixe, drogas sintéticas, armas, documentos falsos, contas de sites conseguidas através de roubo de identidade, também sistemas para criar vírus e infectar computadores com o intuito de ameaçar e chantagear”.

Assista abaixo o vídeo da operação:

Guia do Bitcoin

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.