China desiste de “eliminar” a mineração de Bitcoin

0 Comentários

Mais de seis meses depois que a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China propôs categorizar a mineração de Bitcoin como um setor a ser retirado do país, parece que a agência agora descartou esse plano.

As informações são do site CoinDesk.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC), uma agência de planejamento econômico de alto nível do Conselho de Estado da China, publicou na quarta-feira um novo Catálogo para Guia e Reestruturação de Industria, que entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2020.

Na versão final, que substituirá a atual publicada em 2011, a agência removeu a mineração de Bitcoin ou outras atividades de mineração de moeda virtual da categoria de indústrias a serem eliminadas da China. A descrição relacionada à mineração de moeda virtual ou Bitcoin não pode ser encontrada no catálogo finalizado.

Formalmente estabelecido em 1998, o NDRC é agora um dos 26 departamentos em nível de gabinete que juntos formam o Conselho de Estado do governo central chinês. O principal papel do NDRC consiste no estudo e na elaboração de estratégias e políticas de reforma econômica a serem executadas nos governos locais.

 

Como comprar XRP no Brasil

 

A NDRC publicou seu catálogo de reformas industriais pela primeira vez em 2005, agrupando setores industriais em três tipos – aqueles que a agência aconselha o país a incentivar, restringir ou eliminar.

O rascunho inicial da atualização mais recente do catálogo foi lançado em abril deste ano, que classificou “mineração de moeda virtual, como o processo de produção de Bitcoin” na categoria a ser eliminada, recomendando aos governos locais que eliminem a mineração de Bitcoin do país.

Na época da recomendação, muitos ficaram preocupados, já que é estimado que a China é responsável por metade do poder de hash global do Bitcoin.

A medida foi tomada na época por muitos, incluindo os principais meios de comunicação, como um sinal de que a China planejava proibir a mineração de Bitcoin, mesmo que o catálogo em si não signifique automaticamente uma proibição de mineração de Bitcoin.

A revisão do projeto de plano ocorreu após um período de consulta pública que durou meses.

Durante uma conferência de imprensa da NDRC  na quarta-feira, as autoridades disseram que desde o lançamento do rascunho inicial, a agência recebeu mais de 2.500 sugestões sobre vários assuntos, a maioria das quais foram levadas em consideração, embora os funcionários não tenham comentado nenhuma sugestão específica relacionada a mineração do Bitcoin.

Vale notar também que a nova postura veio justamente quando o país se disse mais aberto a tecnologia de Blockchain e a lançar a sua própria criptomoeda. Pelo menos o governo chinês não se mostra um criptohipócrita, por enquanto.

Veja também: Análise: EOS mostra tendencia de alta nos pares com BTC e USD

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

 

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.