CEO da Quadriga transferiu fundos de clientes para carteira pessoal

2s Comentários

Durante o final do ano tivemos um evento muito curioso em relação às criptomoedas. O dono da QuadrigaCX morreu e ninguém mais tinha acesso aos fundos da corretora, por isso os clientes acabaram ficando no prejuízo.

Essa é uma história longa e confusa que envolve até mesmo acusações de falsidade ideológica. Para entender melhor o caso, confira o nosso post neste link!

Depois de um tempo, a empresa Ernst & Young foi apontada por um juiz para investigar o caso, e recentemente tivemos algumas atualizações. Agora, de acordo com informações do site The Star, os investigadores descobriram mais erros na manutenção do fundo dos usuários.

A firma de contabilidade que está investigando o fim suspeito da corretora de criptomoedas QuadrigaCX está acusando o falecido (ou não) fundador da empresa de transferir fundos de clientes para suas contas pessoais, onde o dinheiro era usado para negociação de margem de alto risco.

A alegação, contida em um relatório da Ernst & Young, foca em práticas comerciais questionáveis que precederam o fechamento da QuadrigaCX em janeiro desse ano.

Na época, a exchange devia mais de US $ 200 milhões em dinheiro e ativos digitais para seus credores e clientes.

A Ernst & Young afirma que o CEO, Gerald Cotten, que morreu em viagem à Índia em dezembro passado, também transferiu “volumes significativos” de criptomoedas de seus clientes para outras corretoras, onde os valores foram usados como garantia de margem de negociação.

O relatório confirma que a empresa virtual sediada em Vancouver era “significativamente falha” quando se tratava de relatórios e operações financeiras.

Como resultado, a Ernst & Young afirma que a típica “segregação de funções e controles internos básicos” não parecia existir, não havia registros contábeis e nenhuma separação entre os fundos da empresa e os recursos dos clientes.

“Os fundos informados da Quadriga em nome dos usuários parecem ser usados pela Quadriga para vários propósitos além de financiar saques de clientes”, diz o relatório.

Mais importante, a firma de contabilidade deixou claro que não conseguiu encontrar nenhuma senha ou forma de acessar os fundos da QuadrigaCX.

“A Quadriga falhou em garantir procedimentos de segurança para transferir senhas e outros dados críticos para os outros representantes caso um evento importante se materializasse”, diz o relatório.

Veja também: Euroclear irá avançar com piloto de blockchain para papel comercial

 

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.