Califórnia proíbe doações em Bitcoins para campanhas eleitorais

0 Comentários

Candidatos concorrendo a cargos públicos no Estado da não poderão receber em criptomoedas, de acordo com uma nova decisão do órgão regulador do estado.

A Agência Associated Press na quinta-feira relatou que a Comissão de Boas Práticas Políticas da Califórnia (FPPC) por 3 votos a 1 vetou para campanhas políticas as doações em criptomoedas, citando a dificuldade de rastrear a origem das doações e as preocupações sobre a transparência política.

A decisão segue uma audiência em agosto na qual a mesma Comissão discutiu várias questões eleitorais, incluindo se as criptomoedas deveriam ser permitidas em doações de caráter político-eleitoral. O comitê não chegou a uma conclusão na época, pois precisava de um período mais longo para entender completamente a questão.

Enquanto alguns comissionados na votação argumentaram contra uma proibição definitiva, outros levantaram a questão de como verificar a origem de uma doação em moeda virtual.

Leia também  Mt. Gox confirma venda de $230 milhões em Bitcoin

Agora com uma decisão definida, o representante da FPPC afirmou que ainda haverá mais debates e análises sobre o assunto no próximo período, afirmando:

“Tem havido uma extensa pesquisa por parte do pessoal, contribuições de partes interessadas que foram publicamente exibidas em nosso site e debate público com a Comissão. Hoje essa é a decisão que tomamos [proibir].”

Atualmente nos , a Comissão Eleitoral Federal permite que os candidatos aceitem criptomoedas.

Entretanto, alguns Estados, como a Carolina do Sul, adotaram uma posição semelhante à Califórnia e proibiram as doações em Bitcoins. Outros, como o Colorado, permitem o financiamento com criptomoedas, mas colocaram um limite na quantia que pode ser doada.

Acompanhe os conteúdos do Guia do inscrevendo-se em nossa newsletter! Um portal feito por apaixonados por criptomoedas!

Leia também  Bitcoin se aproxima de forte resistência em US $ 8.300

Guia do Bitcoin