Cada vez mais países querem se tornar a capital mundial das criptomoedas

0 Comentários

Bermudas, Gibraltar e Malta estão agora competindo com a França para atrair empresas de criptomoedas para estabelecer a sede em suas respectivas capitais.

Paraísos fiscais e paraísos comerciais, como Bermuda, Gibraltar, Liechtenstein e Malta, são ferozmente estratégicos sobre como atrair empreendedores de criptos. Esses países e territórios estão aprovando ou flexibilizando a legislação para tornar seus ambientes mais atraentes para empresas de criptmoedas. Segundo relatórios do New York Times:

Em Malta, o governo aprovou três leis em 4 de julho para que as empresas possam facilmente emitir novas criptomoedas e negociar as já existentes. Nas Bermudas, o legislativo aprovou uma lei que permite que empresas iniciantes que fazem ofertas iniciais de moedas solicitem aprovação rápida ao ministro da Fazenda.

As Bermudas também estão promovendo agressivamente iniciativas para facilitar o crescimento de sua indústria de fintech. A Lei de Ativos Digitais de Bermuda de 2018, promulgada recentemente pela Câmara dos Deputados, visa estabelecer uma estrutura “para regulamentar as pessoas que realizam negócios de ativos digitais e para a proteção dos interesses de clientes ou potenciais clientes de empresas de negócios digitais ”

O principado de Liechtenstein parece já estar alguns passos à frente nesta corrida. Os bancos do principado podem facilitar as transações de criptomoedas em nome de seus clientes e fornecer aconselhamento sobre as ofertas iniciais de moeda (ICOs).

Yanislav Malahov, também conhecido como “O Poderoso Chefão do Ethereum” e fundador da Aeternity, ilustra como é fácil incorporar uma empresa de criptos em Liechtenstein, dizendo à Forbes ,

“Você pode abrir uma empresa sem uma conta bancária, apenas usando Bitcoin ou Ethereum.”

Em janeiro de 2018, Gibraltar aprovou legislação para facilitar a inovação em fintech. Especificamente, a Estrutura Regulatória da Tecnologia de Ledger Distribuído visa proteger os clientes de negócios com criptomoedas no território ultramarino britânico.

Como consequência, as agências locais de recrutamento, como a Recruit Gibraltar, estão se envolvendo com entusiasmo na indústria de criptomoedas.

Mais recentemente, um dos times de futebol de Gibraltar, o Gibraltar United, anunciou que se tornaria o primeiro time a pagar seus jogadores com criptomoedas.

Não apenas pequenos países, territórios ultramarinos e principados europeus querem incubar e liderar a indústria de criptomoedas. A França e a Suíça também desejam ser centros dessa indústria.

Por exemplo, admitindo que certa vez ele estava errado em relação às criptomoedas, o ministro francês das Finanças, Bruno Le Maire, agora pede que a França seja o epicentro das tecnologias de blockchain e criptomoedas.

Com efeito, em março de 2018, Le Maire enfatizou que “os interesses estão alinhados” entre o governo de um lado e a comunidade de criptos do outro. E ele delineou seus planos para apoiar a indústria francesa de blockchain e ativos digitais, garantindo aos empreendedores seu “total e determinado apoio”.

A Suíça já facilita a atração de Bitcoin e outras criptomoedas para o país por causa de baixos impostos e apoio à regulamentação. Além disso, nos últimos dois anos, a cidade suíça Zug, também conhecida como “Crypto Valley”, vem aceitando pagamentos de Bitcoin por serviços.

Os entusiastas da criptomoedas são encorajados porque muitos países estão começando a vislumbrar as incríveis oportunidades que o Bitcoin e sua tecnologia oferecem para melhorar suas economias. Como resultado, muitos deles compartilham o mesmo propósito, como disse o primeiro-ministro de Malta,

Nosso objetivo é sermos os pioneiros globais na regulamentação de negócios baseados em blockchain e a jurisdição de qualidade e escolha para empresas de fintech de classe mundial.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.