Bolsas de Bitcoin e autoridades financeiras se unem e formam “Aliança reguladora” na China

Uma grande mudança está acontecendo na China, com o trading de bitcoin. Depois que o banco central do país implementou novas inspeções e políticas regulatórias, muita coisa mudou para as bolsas chinesas. De acordo com fontes regionais, uma reunião teve lugar entre duas bolsas chinesas de bitcoin e autoridades financeiras no dia 17 de fevereiro, com intenções de se formar uma aliança para abordar questões regulamentares. Além disso, os comerciantes de bitcoin chineses estão encontrando alternativas em meio à confusão regulamentar e mudanças na política cambial.

As autoridades chinesas e os intercâmbios Bitcoin formaram uma aliança reguladora

Uma ex-vice-governadora do Banco Popular da China (PBOC), XL Wu, e outras autoridades financeiras chinesas se reuniram recentemente com representantes de várias grandes bolsas chinesas de bitcoin para discutir o cumprimento das questão regulatórias sobre a comercialização de Bitcoin no país. O objetivo da reunião foi abordar formas de se estabelecerem maneiras de como as bolsas de bitcoin podem cumprir com os regulamentos chineses e formar uma parceria regulamentar.

Foram discutidos dez pontos sobre como as trocas bitcoin poderiam atender às demandas dos reguladores. Segundo o relatório, XL Wu adicionou o décimo ponto, o que pode proteger a privacidade dos usuários bitcoin troca. As novas regras propostas incluem os seguintes pedidos:

  1. A criação de um departamento específico de controle e compliance de risco.
  2. Uma implementação de regras de governança e mecanismos de segurança em todo o sistema. Terceiros avaliarão este procedimento.
  3. As exchanges devem se recusar a cooperar com empresas de risco e obedecer às diretrizes regulatórias da AML / KYC.
  4. Manutenção de registros: As empresas do setor devem informar tanto a aliança como os reguladores locais sobre informações da empresa, incluindo o título da empresa, informações sobre o chefe da empresa, modelo de negócios, riscos nos negócios, mecanismos de controle de risco.
  5. Educar o público sobre os riscos associados à indústria, incluindo os ICO’s.
  6. Implementação de mecanismos anti-lavagem de dinheiro, anti-fraude de telecomunicações. Utilização da verificação de vídeo e biometria para atualizar os sistemas de nome real (verificação).
  7. Esquema Anti-Ponzi: As exchanges devem fixar limites às retiradas dos utilizadores e acrescentar atrasos à retirada dos pedidos.
  8. As políticas anti-manipulação e desfalque devem ser aplicadas.
  9. As bolsas devem compartilhar informações com os parceiros, implantando o uso de listas brancas e listas negras.
  10. Um ativo digital também é um tipo de ativo pessoal. Assim, a segurança dele também representa a segurança de um bem pessoal. As informações pessoais são abusadas na Internet, o que é uma ameaça à segurança dos bens pessoais. Pedimos a todas as empresas blockchain para proteger ativamente a segurança das informações pessoais dos seus clientes.
Leia também  Você tem Bitcoins e quer ganhar uma altcoin de graça? Confira nossa dica

Traders de Bitcoin se reúnem em mercados alternativos enquanto as bolsas mantém as suspensões de retirada

Após as suspensões de retirada, os comerciantes chineses de bitcoin aparentemente se mudaram em grande número para a plataforma de negociação P2P (peer-to-peer), Localbitcoins. Os volumes quadruplicaram no Localbitcoins, atingindo a maior alta de todos os tempos no país. Além disso, de acordo com a publicação regional do 8BTC, os comerciantes de alta freqüência chineses (HFT) estão encontrando maneiras diferentes para negociarem bitcoin. A publicação afirma que acredita-se que cerca de 80% das transações foram realizadas por comerciantes HFT em exchanges como a Huobi, Okcoin e BTCC.

Um comerciante HFT disse a 8BTC que quando as taxas estavam sendo negociados por algo em torno de 0.03-0.2%, os comerciantes de HFT tiveram problemas em se ajustar e capturar um lucro era “quase impossível.” De acordo com o relatório, muitos destes comerciantes moveram-se para outros mercados tais como futuros e OTC. De acordo com próprias fontes na China, “Alguns dos grandes comerciantes de alta freqüência estão fazendo OTC também.” Além disso, a 8BTC disse que a exchange BTCC indica que mais regulamentos do bitcoin podem estar a caminho.

Leia também  Financial Times elogia advogado grego por inovar o uso do Bitcoin

Além disso, retiradas de bitcoin nas exchanges Chinesas estão lentamente voltando ao normal. Em 20 de fevereiro, a pequena exchange de bitcoin, a  BTC123, anunciou que estaria acabando com sua suspensão de retirada. No entanto, as regras para retiradas mudaram, criando um processo mais lento. De acordo com fontes, os usuários serão capazes de retirar 5 BTC’s ou menos em um período de tempo de doze horas, na BTC123. Se a retirada exceder 5 bitcoins, os usuários devem esperar 48 horas para o pedido a ser processado. Até agora nenhuma outra bolsa de bitcoin anunciou o fim das suspensões de retirada.

Via: News Bitcoin
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Posts relacionados

Leia também  Delivery de alimentos on-line mais popular da Alemanha agora aceita Bitcoin: são mais de 11 mil restaurantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *