Blockchain na prática: Bot da Wyre no WeChat e Facebook autentica faturas em Ethereum

4s Comentários

A Wyre lançou um novo bot para o Messenger e que autentica faturas através de uma pública.

No WeChat ou Messenger, um fornecedor envia os detalhes da transação para o bot Wyre, que irá gerar e enviar por e-mail uma fatura PDF para todas as partes. A fatura é, em seguida, registrada na rede ethereum blockchain a cada hora para verificar a procedência.

Sofrer um golpe com faturas falsas é relativamente fácil, disse Michael Dunworth, CEO e fundador da Wyre. No mês passado, por exemplo, os gigantes tecnológicos e Facebook foram enganados com faturas falsas e ataques de phishing, perdendo cerca de US$ 100 milhões no processo.

O bot foi projetado para facilitar o envio e recebimento de faturas, por isso precisava de um método claro de autenticação, disse Dunworth

Leia também  O FUD e a desilusão dos mentes vazias e pequenas

Ele explicou:

“Em nossa carteira oficial qualquer um pode ver os dados de entrada na blockchain. Nós disponibilizamos em HEX e para converter em ASCII será apenas um clique de um botão. Isso é uma medida de segurança, para que os clientes saibam que a fatura passou pelo bot Wyre. Não é alguém fingindo que eles passaram pelo bot da Wyre”.

“As empresas podem facilmente utilizar esse serviço. É o uso mais simples e básico de uma blockchain, faz muito sentido,” acrescentou.

A única informação armazenada no ledger é o hash da fatura que o comprador o vendedor e a Wyre podem ver. Nenhuma informação como nomes ou valores de faturas serão registrados.

O bot Wyre usa um blocos ethereum para autenticar a hash a cada hora, pois usar bitcoin teria sido muito caro, disse Dunworth, acrescentando:

“[Ethereum] custa 20 centavos uma transação, enquanto que se eu fizesse isso em bitcoin, provavelmente iria custar-me $2. Se o fizéssemos no bitcoin, para torná-lo eficaz em termos de custos, teríamos provavelmente que fazê-lo diariamente e eu prefiro que seja a cada hora.”

O produto viável mínimo (MPV) do bot foi construído em cerca de seis semanas e a empresa está considerando outras aplicações, como o processamento de várias faturas e suporte para outras plataformas como o WhatsApp ou Slack.

Leia também  Gigante banco da Espanha, BBVA, agora é membro da Hyperledger Blockchain Project

“Eu acho que usar a blockchain para verificações, como estamos fazendo com faturas, é um caso de uso incrivelmente simples e subestimado. Eu acho que quase todos os negócios no mundo devem ter um sistema de segurança destes, assim como eles têm uma conta oficial do Twitter”, disse Dunworth à CoinDesk.

O anúncio do bot vem logo após a Wyre adquirir a plataforma de pagamentos blockchain da chinesa Remitsy afim de ajudar a sua entrada na China e facilitar os serviços de pagamento entre o país asiático e os EUA. A Remitsy estará em breve sob a marca Wyre e atualmente está migrando os clientes, disse Dunworth.

Guia do Bitcoin