Tether a verdade: Bitcoin em queda após “fraude”

0 Comentários

homem com amão na cabeça de desespero

Preço do Bitcoin tem forte desvalorização após divulgação de um relatório que aponta uma suposta fraude envolvendo a exchange de criptomoedas Bitfinex e sua moeda digital, a stablecoin Tether (USDT).

Foi confirmado que a Bitfinex supostamente usou dólares americanos como garantia a moeda e cobrir US$ 850 milhões que desapareceram.

pesquisa relatório tether


A suposta fraude foi descoberta após uma investigação da Procuradora Geral de Nova Iorque, Letitia James.

“Nossa investigação determinou que os operadores da plataforma de negociação ‘Bitfinex’, que também controlam a moeda virtual ‘tether’, adotaram medidas afim de esconder a perda de US$ 850 milhões de fundos de clientes, disse a procuradora-geral Letícia James.

Em um comunicado de imprensa emitido hoje, a procuradora-geral de Nova York, Letitia James, anunciou que ela obteve uma liminar contra a iFinex Inc. , responsável por operar tanto a Bitfinex como Tether, ordenando-lhes para parar de violar a lei de Nova York e enganar os moradores dessa cidade.

As empresas também estão impedidas de destruir quaisquer documentos e comunicações que possam ser relevantes para a investigação.

“O estado de Nova York liderou o caminho ao exigir que as empresas de moeda virtual operem de acordo com a lei”, disse James. “Continuaremos a defender os investidores e buscar justiça em seu nome quando enganados por qualquer uma dessas empresas”.

Um comunicado à imprensa do gabinete do Procurador Geral afirma que a Bitfinex já recebeu pelo menos US$ 700 milhões das reservas de Tether.

“Essas transações – que também não foram divulgadas aos investidores – tratam as reservas de caixa da Tether como o fundo corporativo da Bitfinex, e estão sendo usadas para esconder as enormes perdas não reveladas e a incapacidade de lidar com saques realizados pelos clientes”, disse o comunicado.

O mercado reagiu imediatamente, com o preço do Bitcoin caindo 5% em questão de minutos, após a notícia.

Vale destacar que o pedido de liminar não pretende impedir as transações legítimas na Bitfinex ou reembolsos por Tether, Pelo contrário, o escritório quer que o tribunal conceda uma ordem preliminar para “preservar o status quo” até que a investigação seja concluída.

A ação acontece meses depois de o gabinete da Procuradoria Geral ter publicado os resultados de suas pesquisas sobre a exchange de criptomoeda, concentrando-se em um grupo que incluía a Bitfinex.

O foco nas reservas da Tether é impressionante, dado a longa investigação direcionada a empresa e sua stablecoin. Os críticos afirmam que o token, com uma capitalização de mercado de mais de US $ 2 bilhões, não foi realmente apoiado por fundos suficientes, como alegam seus operadores. A falha em obter uma auditoria adequada, como prometido anteriormente, aprofundou ainda mais essas suspeitas, e em março, a Tether revelou que as reservas que suportam o USDT podem não ser completamente compostas de moeda fiduciária.

Leia mais: Nike pode estar criando sua própria criptomoeda

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.