Bitcoin é um concorrente digno para o ouro?

4s Comentários

O ouro tem sido o ativo principal por anos, mas o Bitcoin tem sido consistentemente tratado como seu concorrente digital.

O Bitcoin tem tentado consistentemente mudar o sistema financeiro tradicional. A criptomoeda nasceu em resposta à crise que a economia que surgiu em 2008 e continuou a progredir nos últimos dez anos. Um dos principais ativos a ser desafiado pelo progresso do Bitcoin foi o ouro. O Bitcoin tem sido repetidamente chamado de ouro digital e tem provado sua utilidade tanto para fundos de hedge quanto para investidores de varejo.

A razão pela qual o Bitcoin foi comparado ao ouro é porque os dois ativos são notavelmente semelhantes. Em um relatório para a SEC desenvolvido pela Bitwise Asset Management, a empresa afirmou que o Bitcoin se tornou “o primeiro produto digital” que o mundo já viu. O relatório acrescentou que existem três atributos principais que diferenciam o Bitcoin de outras commodities no mundo:

  1. Fungível
  2. Transportável para qualquer lugar
  3. Podem ser negociados em exchanges e sem outros intermediários

A conversa entre Bitcoin e Gold tomou um novo rumo nesta semana, quando a Grayscale Investment Group lançou a campanha #DropGold com um grande comercial que mostra o ouro como um ativo do passado. O comercial acrescentou que o ouro não tem “utilidade” neste momento. A campanha ganhou muita atenção, especialmente considerando o desempenho que ambos os ativos tiveram ultimamente. Enquanto o ouro registrou uma queda de cerca de 6% desde fevereiro, o Bitcoin registrou um crescimento de 40% desde março. Analistas disseram que esses dois ativos tiveram desempenho inverso, embora os últimos 90 dias tenham sido a menor correlação em meses.

Logo depois que a campanha inundou as redes sociais, um relatório de Adam Perlaky no World Gold Council quis revidar, afirmando que as criptomoedas estão longe de ser o “porto seguro” que foi anunciado. Perlaky falou sobre a volatilidade do mercado, a falta de regulamentação, a demanda baseada na especulação, a limitada oferta de Bitcoins e muito mais. No entanto, ele destacou que não há nada que possa impedir que “uma criptomoeda aprimorada” chegue ao mercado, o que reduziria o valor geral das atualmente existentes.

Desde que a campanha de marketing foi lançada, ambos os lados defenderam seus ativos. Peter Schiff, fundador e presidente da SchiffGold, declarou que o ouro tem muitas utilidades e “propostas” que o Bitcoin ignora. Além disso, ele disse que o Bitcoin é um ativo sem utilidade, dizendo que não há como “minerar Bitcoin sem usar #gold”.

Schiff acrescentou que os investidores no mercado de criptomoedas não têm experiência e são bastante jovens. Ele disse que não há valor real para o Bitcoin e que usá-lo como uma “reserva de valor” é inútil.

Apesar de tantas críticas muitos entusiastas acreditam que o Bitcoin terá um desempenho positivo nos próximos meses com a expectativa de que uma onda de valorização está chegando, sendo assim a ideia de que o ouro prevalecerá está se tornando mais fraca. Mas vale destacar que o Bitcoin tem passado por algumas instabilidade, e as vezes perdeu a confiança dos investidores devido a golpes e outros eventos prejudiciais a criptomoeda.

Ainda assim, a questão permanece – o Bitcoin pode ultrapassar o ouro, ou o ouro continuará sendo o ativo principal? Deixe seu comentário abaixo

Leia mais: Criptomoeda do Facebook oferecerá taxas mais baixas que dos cartões de crédito

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.