Por que precisamos do Bitcoin? O Banco contra a População

0 Comentários

Quando o Bitcoin foi desenvolvido, um de seus principais objetivos era tira o poder centralizado dos bancos e devolver ao povo. Mas você já se perguntou por que o Bitcoin tem esse objetivo?

Basta você olhar o quanto os bancos ganham dinheiro, mesmo em períodos de crise, mesmo durante guerras, mesmo durante momentos de caos. E isso acontecer por diferentes táticas predatórias.

Recentemente falamos sobre como o banco ganha dinheiro com taxas e com empréstimos. Hoje vamos falar um pouco sobre outros métodos, bem mais nocivos.

Lembrando que essa série sobre a Importância do Bitcoin é adaptada de textos do site Crypto Briefing.

O Banco contra a população

Para ser justo, os bancos são empresas; não instituições de caridade. E eles realmente deveriam ganhar dinheiro para seus acionistas. Até mesmo pode-se argumentar a justificativa das taxas e a imposição de taxas de juros mais altas aos que emprestam dinheiro em situações de maior risco.

No entanto, nenhum argumento desse tipo pode ser feito para apoiar os “investimentos” imprudentes que os bancos têm feito, graças a liberdade e falta de controle.

Quando o Goldman Sachs se protegeu contra um iminente colapso habitacional em 2007,  ele fez às custas de sua própria clientela. Essencialmente, a empresa penhorou as dívidas incobráveis para os investidores de confiança. Por fim, os investidores foram os  que ficaram com as perdas.

Goldman chegou ao ponto de “vender a descoberto” ou apostar contra essas dívidas incobráveis depois de enviá-las para os clientes, e depois obter lucros enormes quando as apostas foram pagas.  Ou seja, o banco Goldman jogou contra seus próprio clientes, gerando lucros enormes para o banco enquanto dava prejuízo para os que confiavam em seus serviços. O Deutsche Bank e o Morgan Stanley, entre outros, também participaram dessa atividade nefasta, custando bilhões de dólares aos investidores americanos.

Sylvain R. Raynes, especialista em finanças estruturadas, avaliou o claro conflito de interesses  nesse cenário muito comum: “Quando você compra proteção contra um evento que você está causando, está comprando seguro contra incêndio para a casa de outra pessoa e depois botando fogo na casa.

Bancos e outras instituições financeiras participaram da ação, trabalhando juntos em seu próprio benefício, às custas da população maior. Infelizmente, quando deixados por conta própria, em sua constante busca por mais desregulamentação, essas entidades geralmente não competem pela melhoria do mercado em geral.

Adam Smith, pai da economia moderna e escritor de “A riqueza das Nações”, alertou para esse problema quando explicou que as empresas conspirariam, não competiriam, se deixadas sem restrições:

“Pessoas do mesmo ramo raramente se reúnem, mesmo em bons momentos, mas a conversa termina em uma conspiração contra o público ou em algum artifício para aumentar os preços.

Um comportamento predatório semelhante é exibido por  empresas de private equity , que permanecem livres para se deleitar com os ativos de empresas de varejo de longa data, às custas de seus trabalhadores.

Esses predadores financeiros se beneficiam de taxas de juros próximas a zero para contrair empréstimos e comprar empresas, não como investimento, mas apenas para consumi-los.

Depois de esvaziar as empresas posteriormente falidas, vendendo seus ativos e confiscando seus fundos de pensão, essas instituições parasitas acabaram com muitos nomes familiares, como Sears, KMart e Toys R Us, deixando os trabalhadores sem de empregos e privados do que seriam aposentadorias seguras.

Veja também: Bitcoin: descentralização é cada vez mais importante

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.