Bitcoin cai abaixo dos US$ 6.600

0 Comentários

Depois de operar em alta nos últimos 6 dias, o mercado de criptomoedas adicionou US$ 34 bilhões ao seu valor, o  apresentou um pequeno recuo, puxando outras moedas para baixo também. 

Enquanto a do Bitcoin foi relativamente suave, menos de 3%, EthereumBitcoin Cash, EOS, Stellar e Litecoin, apresentaram quedas entre 5 a 10%. O volume de negociações do Bitcoin caiu para US$ 4 bilhões, após ter se mantido acima dos US$ 5,3 bilhões até 22 de setembro.

Tomando fôlego

Bitcoin se manteve relativamente estável durante o mês de setembro. Por outro lado, Ripple Ethereum tiveram um aumento de 30 a 110% na última semana. Em contraste com o mês de agosto, em que essas duas moedas apresentaram grandes quedas, e até mesmo o Bitcoin permaneceu em baixa (US$ 6.000).

Leia também  EUA pressiona exchange BTC-e à medida que planejam reembolsar clientes no próximo mês

Nas últimas 24 horas todas as moedas apresentaram queda, mas a do Bitcoin foi de apenas 2,30%. Esse pequeno retrocesso já era esperado por muitos especialistas, o que normalmente ocorre após os ganhos registrados durante o mês de setembro, o que levará o mercado a se fortalecer, sendo perfeitamente possível que ele volte a se recuperar nas próximas 24h.

O que tem preocupado os especialistas agora é o volume de negociações do Bitcoin, registrou uma queda expressiva de mais de 20%. O da Ripple também caiu, mas essa queda era esperada, uma vez que houve um aumento no valor de 130%. Nas últimas 48h o Ripple caiu quase 60%, de US$ 2 bilhões para US$ 800 milhões.

Quebrando barreiras

Mike Novogratz descreveu que as grandes resistências do Bitcoin seriam US$ 6.800, US$ 8.800 e US$ 10.000. Ontem, o Bitcoin quase rompeu a barreira dos US$ 6.800. Se o volume de negociações do Bitcoin se recuperar nas próximas 12 a 24 horas, é bem provável que a barreira dos US$ 6.800 seja quebrada a curto prazo. As análises semanais e mensais têm mostrado um quadro bastante otimista e uma lenta e gradual.

Leia também  Vietnã está investigando estabelecimentos comerciais que aceitam Bitcoin

Fonte: ccn.com