Bitcoin: A batalha Segwit2x começou

1 Comente

“Download .” That’s all it took. (“Baixe ”. Isso é tudo.)

a frase acima é parte de uma declaração em uma publicação do blog BitPay na semana passada, as palavras aconselham aos usuários do processador bitcoin atualizarem seu software. É seguro dizer, no entanto, que eles não tiveram o efeito pretendido,  provocando uma tempestade de comentários raivosos.

Isso porque o BitPay estava indicando suporte para “1”, um cliente de software alternativo para Bitcoin Core, aquele usado por mais de dois terços da rede. Mas a publicação do blog não descreveu as possíveis consequências do download do software. No entanto, a incompatibilidade pode ter  conseqüências econômicas, ou seja, mais uma divisão do bitcoin, é algo que gera muita confusão.

Entre as vozes irritadas figuravam figuras notáveis ​​na comunidade blockchain.

O criador da rede Lightning, Tadge Dryja, chamou-o de “malware direto”, enquanto o colaborador do Bitcoin Core, John Newbery, afirmou que o post era “desonesto e perigoso”.

A acusação é de que o “conselho” do BitPay foi dado exclusivamente para confundir os usuários – seria como mandar os usuários atualizarem seu iPhone para uma versão que os impediria de conversar com os outros donos de iphone.

Na verdade, as críticas são opiniões contrárias que está dando inicio as batalhas ideológicas entre os diversos participantes da rede.

Mais amplamente, o software BTC1 surgiu como uma das propostas mais polêmicas, pois é baseado em um grupo de engenheiros composto por empresas, engenheiros e desenvolvedores que, alegando que representam os interesses dos usuários da rede,  pretendem aumentar o tamanho do bitcoin. Através de um fork na rede em novembro.

Leia também  Bitcoin vai valer US$ 100 milhões por moeda até 2030?

E embora o não esteja programado para liberar o código do hardfork por vários meses, a idéia é que isso poderia potencialmente levar à criação de outra rede bitcoin, que competiria com  bitcoin e o bitcoin cash.

Essa possibilidade, ao que parece, mexeu com feridas antigas.

Lutas internas

Nas mídias sociais, não são poucos que estão deixando suas opiniões.

Em outro incidente notável, um desenvolvedor do Bitcoin Core chegou a excluir Jeff Garzik, o desenvolvedor principal da BTC1, do Bitcoin Core GitHub logo após o incidente do BitPay.

Embora, esse acontecimento não seja surpreendente. Garzik não contribuiu para bitcoin desde 2014. Mas o incidente tem um simbolismo maior, na medida em que alguns chamaram Garzik de um vilão nas batalhas técnicas.

Um dos principais argumentos contra o Segwit2x é que o grupo, composto por empresas de bitcoin influentes, esteja tentando “corporativar” o desenvolvimento dos bitcoins, e Garzik tem incentivado.

Os críticos até agora procuraram rotular Garzik como um “político” ou pedido (às vezes, não educadamente) que ele deixe a comunidade de desenvolvimento de bitcoins inteiramente. (Garzik era um ex-funcionário da BitPay e agora é CEO de uma startup chamada Bloq).

Ainda assim, Garzik tem seus defensores, particularmente entre os seguidores de Segwit2x. Erik Voorhees, cuja empresa ShapeShift é signatária, vê as críticas como reforçando a idéia de que o time de desenvolvimento do bitcoin core não está aberto a mudanças.

Leia também  Análise Técnica - BTC/USD, Bitfinex, 07/11/2017

Perigo, perigo

Mais um ponto de contato na batalha tem sido a idéia de segurança, com cada lado gastando tempo acusando o outro de apenas pensarem nas suas convicções e assim colocando o dinheiro do usuário em risco. O principal entre estes é a luta em ascensão sobre a “proteção aos ataques de repetição”.

A ideia é que, se a Segwit2x optar por tentar reduzir o tamanho do bloco para 2 MB, e o bloco se separa em dois, os  ataques de repetição podem levar alguns usuários e empresas a perder dinheiro. E na mente dos defensores do Bitcoin Core, aqueles que apoiam o novo acordo devem ser os únicos a adicionarem tal proteção.

Desta forma, o evento reflete assuntos do passado, quando um grupo de desenvolvedores começou a trabalhar no ethereum classic, a rede original abandonada pela maioria dos usuários seguiu o hardfork que se mostrou controverso em sua comunidade.

E as preocupações têm fundamento, já que alguns usuários perderam fundos no “shuffle” resultante.

Alguns desenvolvedores, que se mostraram dispostos a trabalhar com o grupo Segwit2x, até levantaram algumas preocupações porque o software BTC1 não teve a proteção de reprodução instalada. A acusação aqui é que isso foi feito propositalmente.

Em primeiro lugar, ao não fazer a adição de proteção de repetição, o grupo Segwit2x poderia evitar a aparência de uma fragmentação de bitcoin iminente e encorajar mais usuários a adotar seu software – e isso está de acordo com as declarações de seus membros, que argumentaram que o BTC1 não resultará na criação de outro bitcoin.

Quem apoia um tamanho de bloco maior não estão sendo intimidados e acreditam que esta é a tática certa, prevendo que o Core será a cadeia menos popular no final.

Leia também  Banco de Israel classifica Bitcoin como ativo e não como moeda

Paz e compreensão

No entanto, houve tentativas de estimular um diálogo mais bem-intencionado entre os dois campos.

Ted Rogers, presidente da empresa de carteira de bitcoin Xapo (que apóia o acordo Segwit2x),  argumentou que as críticas muitas vezes deturpam o que os membros do Segwit2x estão tentando realizar.

“Segwit2x é uma tentativa honesta [em] juntar os lados [sem] nenhuma divisão”, disse ele, antes de listar alguns dos benefícios da proposta.

Ao invés de argumentar que o Segwit2x é o único bitcoin verdadeiro, Rogers afirma que irá oferecer ao mercado “uma chance de ver como as diferentes soluções são desempenhadas”.

Os comentários baseiam-se no que foi um impulso maior por parte dos adeptos do BTC1 para enquadrar a proposta como uma estratégia de design de mercado livre.

Em resposta a Rodgers, alguns usuários de bitcoins responderam com críticas fortes o que enfatiza a idéia de que uma atualização de software apresentada por empresas equivale a uma espécie falsificação

Um usuário do Twitter disse:

“Se um grupo de CEOs pode simplesmente se unir e mudar unilateralmente bitcoin, então isso significa que um governo poderia fazer o mesmo- e, portanto o bitcoin está morto”.

O que você acha do Segwit2x? Conte nos comentários abaixo.

Fonte: coindesk

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Receba notícias diárias sobre o Bitcoin:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/guiadobitc