Bitcoin 2016: o ano da consolidação da moeda digital

Foi como ontem, quando aconteceu – o preço do bitcoin subiu e ultrapassou o preço do ouro. Ninguém estava acreditando; A notícia era como nenhuma outra. O preço da moeda digital subiu incríveis 78 vezes durante 2013.

O pico do preço do Bitcoin em 2013 não será esquecido

Foram três anos sólidos desde o seu grande pico, e a comunidade continua se desenvolvendo. Durante esse tempo em que o preço de uma só moeda estava valendo $1.000, muitas companhias como a Mt. Gox ainda estavam fazendo grandes negócios. No início de abril de 2013, o preço do Bitcoin subiu para US$ 266 com a notícia do fracasso econômico e corridas bancárias do pequeno país de Chipre. O preço, em seguida, caiu constantemente após a União Europeia passar por uma crise e esmagar o preço da moeda a um piso de US$ 50 por Bitcoin.

Em outubro, a moeda teve outro renascimento, e este como nunca antes. Sendo negociada em aproximadamente 100 dólares e com a notícia de que os proprietários do Subway começaram a aceitar a moeda, o entusiasmo era desenfreado. Um volume estava surgindo na China, e rumores que o Banco Popular da China (PBOC) iria restringir o uso de dinheiro virtual, estavam começando a se espalhar. Aproximadamente um mês mais cedo esse caminho foi tomado para baixo, e a moeda virtual não foi vista de forma positiva. Após isso, os governos de todo o mundo estavam de olho no bitcoin. Nos Estados Unidos, um comitê do Senado dedicado foi montado para criar uma discussão regulatório em torno da criptomoeda.

Leia também  Njalla: Fundador do Pirate Bay cria serviço de registro de domínios anônimos, pagando com Bitcoin

Bitcoin chegou a valer mais do que Ouro

Em 18 de novembro, o preço da bitcoin voltou a subir para registrar máximos de US$ 680 por moeda, e ficou claro que os foguetes estavam ligados.

A revista Forbes chamou 2013 de “O Ano da Bitcoin” e a moeda descentralizada favorita de todos, começou a ganhar espaço. A Mt Gox na época era o mecanismo de negociação mais popular no mercado e estava negociando bitcoins em uma taxa exponencial. Na época, isso era visto como um fenômeno natural. No entanto, ao longo dos próximos meses, com o caso do desaparecimento da Mt Gox e sua insolvência, relatórios de bots trocando as moedas tornaram-se prevalentes.

Houveram momentos em 2013 em que o bitcoin havia ultrapassado o preço da prata e do ouro. O ano de 2013 estava se aproximando de uma corrida de cinco anos com a recessão econômica global, e o desemprego estava em níveis elevados. Analistas como Gerald Celente e outros previram uma desgraça financeira iminente em todo o mundo, e países como a Grécia pareciam hesitar.

Leia também  SEC deve decidir o destino das ETFs de Bitcoin até esta sexta-feira, 10 de março

Quando o preço do bitcoin disparou após os meses de queda, muitas inovações estavam acontecendo, e a sua infra-estrutura foi construída. Andreessen Horowitz e investidores credenciados mostraram ao mundo que os capitalistas de risco estavam financiando toda essa arquitetura. Em novembro, enquanto todos estavam de olho nos preços dos tickers, o Departamento de Serviços Financeiros de Nova York iniciou planos para criação da “BitLicense“, que é uma licença criada específicamente para negócios que desejam atuar com moedas digitais. Apesar deste enorme aumento no preço e infra-estrutura, depois de um período, o preço foi lentamente caindo.

Como nos lembraremos do Bitcoin em 2016?

No ano de 2016, o Bitcoin foi negociado por volta de US$ 760, uma só moeda, após ter passado por uma alta de US$ 778, semanas antes. A moeda digital tem mais alguns obstáculos pela frente, como o protecionismo, promovido pelos “especialistas políticos” que clamam contra a criptografia e o uso da moeda digital. A recente manifestação despertou um entusiasmo revivido e as pessoas procuram por todas as manchetes positivas.

Leia também  Fique por dentro, Megaupload 2.0 retarda lançamento, mas o mundo Bitcoin está atento aos acontecimentos

Não é como ocorreu em 2013, e a o mercado está bem mais estável. A comunidade é robusta, e sabemos que momentos emocionantes estão continuamente acontecendo. A moeda está em um momento glorioso, porque estamos fazendo avanços globais, a moeda digital está chamando a atenção em todo o mundo e assusta as autoridades centrais.

A questão é: se 2013 foi o ano da Bitcoin e 2014 foi o seu pior ano, o que vamos chamar de 2016? Nós preferimos chamar de “O ano da consolidação“. O que você acha?

Ajude a divulgar o Bitcoin para que em 2017 seja “O grande ano do Bitcoin”.

Via: News Bitcoin
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *