Bank of America já apresentou mais de 20 patentes que utilizaram a tecnologia Blockchain

bank-of-america-bitcoin

O Bank of America está emergindo como um dos bancos mais ativos quando se trata de arquivar sobre as inovações utilizadas em Blockchain e criptomoedas.

Três novos envios , inicialmente arquivados no US Public Patent and Trademark Office no início do ano passado, somam um total de 20 pedidos de pedidos de cadastro de criptomoedas arquivados pelo banco desde 2014.

Destes, nove foram enviados em 2016, quatro foram arquivados em 2015 e 10 já em 2014.

Embora houvesse variações no idioma utilizado nos arquivos, as três novas aplicações se concentram em um sistema de Blockchain híbrido, feito de uma rede de Blockchain em camadas ou de uma combinação de Blockchains públicas e privadas.

Cada uma rede de Blockchain é projetada para funcionar como um banco de dados distribuído para o fluxo de certas ações, com um sistema abrangente que fornece um centro que pode controlar a segurança e o acesso a dados para diferentes camadas subordinadas.

Leia também  Como surgiram as criptomoedas? A "Economia Digital" foi criada graças ao Bitcoin

Notavelmente, a idéia de que a tecnologia Blockchain pode ser usada para permissão e controle de acesso a dados não é nova para a empresa, tendo sido explorada anteriormente nos arquivamentos de 2015 do .

Apesar do número de pedidos de patentes, porém, vale a pena notar que eles se sobrepõem até certo ponto.

Como informado no  início deste mês, em fevereiro do ano passado, o Bank of America apresentou três patentes com base no uso de livros contábeis distribuídos para validar a veracidade das informações e aqueles que a lidam. Duas outras aplicações, arquivadas no mesmo mês, foram baseadas em um sistema de pagamento (ponto a ponto) executado na Blockchain.

Mas dado o atraso em como os arquivos são tornados públicos, continua a ser visto se o Bank of America ainda está ativamente arquivado para proteger seu trabalho de Blockchain.

Leia também  Ethereum pode ultrapassar o Bitcoin?

Ainda assim, tem uma das histórias mais longas de qualquer banco importante ao fazê-lo. Já em 2014, um grupo de inventores do banco arquivou 10 pedidos de destinados a proteger uma criptomoeda genérica.

O lote foi enviado em junho de 2014, cobrindo quase todo o processo de troca e pagamento de , incluindo conversão em tempo real, validação de transações, detecção de riscos e armazenamento online e offline.

Via: Coindesk.com
Tradução: Guia do Bitcoin

Posts relacionados

Leia também  Banco Central Chines alerta sobre "Golpe" com moeda digital sendo lançada em seu nome.
loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *