Banco Central da Tailândia defende o Bitcoin e autorizou bancos se envolverem com criptomoedas

0 Comentários

O atual caso de fraude de alto perfil envolvendo mais de 5.564 BTC tem recebido muita atenção na mídia Tailandesa. Envolve um conhecido ator e modelo, Jiratpisit Jaravijit, também conhecido como “Boom”.

A Agência de Notícias da Tailândia informou em 20 de agosto que o governador do Banco da Tailândia (BOT), Veerathai Santiprabhob, esclareceu que este caso de fraude não é sobre a negociação de criptomoedas. Ele apontou que, até onde ele sabe, o esquema não dependia do uso de criptomoedas. Ele enfatizou que neste caso:

“O dinheiro foi usado para o propósito errado. Não é uma fraude que ocorreu durante a negociação de criptomoedas.”

Veerathai continuou a alertar os investidores de que o investimento em criptomoedas é arriscado devido à volatilidade dos preços, lembrando que eles devem entender os riscos e investir apenas o que podem perder.

Banco e Governo da Tailândia são favoráveis ao Bitcoin

A Tailândia decretou recentemente seus regulamentos de criptomoeda. O principal regulador de criptomoedas do país, a Comissão Tailandesa de Valores Mobiliários (Securities and Exchange Commission – SEC), autorizou sete empresas de criptomoedas, 5 das quais cripto-cambiais, a operar legalmente no país. O regulador também está revisando outros aplicativos. As sete criptomoedas que podem ser negociadas legalmente para a moeda tailandensa são BTC, ETH, BCH, ETC, LTC, XRP e XLM.

Enquanto isso, o Banco da Tailândia tem filiais de bancos comerciais com luz verde para se engajar em atividades envolvendo criptomoedas.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.