Autoridades indianas prendem 8 policiais sequestradores que exigiam resgate em Bitcoin

0 Comentários

Seguindo um incidente ocorrido em 11 de fevereiro, oito policiais e um advogado na Índia desapareceram após supostamente terem raptado um empresário e força-lo a transferir 200 Bitcoins – algo em torno de 1.8 milhão de dólares – para uma conta ainda não identificada.

A investigação criminal preencheu uma queixa crime contra os oito policiais, mas só conseguiu prender 2 deles nesse último domingo. Os seis outros estão fugindo. De acordo com o departamento de polícia, as acusações foram trazidas contra o advogado do grupo que também estava envolvido no crime.

O caso ocorreu na cidade de Gujarat, onde oito policiais de unidade policial da região teriam sequestrado o empresário Shailesh Bhatt e o levado até a cidade de Gandhinagar. Depois de força-lo a transferir 200 bitcoins, os criminosos ainda pediram um resgate de 4.9 milhões para libertá-lo.

Leia também  Funcionário da Qiwi minerou 500mil Bitcoins nos terminais da empresa em 2011

Os sequestradores libertaram o empresário no mesmo dia em que ele pagou o resgate. Depois de libertado, ele foi à polícia e fez uma queixa ao final de fevereiro.

Desde a grande valorização das criptomoedas em 2017, bem como desde a maior valorização que as moedas digitais atingiram, casos de sequestro e fraude para se obter moedas têm aumentado na Índia. Em junho passado, seis homens foram presos por acusação de sequestro e pedido de em resgate.

O comitê de blockchain e criptomoedas na Índia estimam que cerca de 4 a 5 milhões de indianos possuem alguma criptomoeda, e que 60% dessas pessoas entraram no mercado entre outubro e dezembro de 2017 quando as moedas atingiram suas maiores altas.

A autoridades indianas lançaram alertas aos cidadãos sobre as moedas digitais. O banco da reserva da Índia e o ministro das finanças do páis acreditam que as criptomoedas não têm nenhum valor intrínseco. Semana passada, bancos e instituições financeiras reguladas foram proibidas de oferecer serviços a consumidores que estivessem negociando as moedas.

Leia também  O que muda para o Bitcoin, após a determinação do órgão de controle monetário de Singapura em regulamentar a sua utilização?

Fonte: beat.10ztalk.com/