ATMs de Bitcoin estão sendo destruídos por concorrentes, nos EUA

Pelo menos três pessoas foram acusadas de causar estragos a dezenas de caixas eletrônicos de no meio-oeste dos EUA.

Imagem: reprodução

Andrew Konja, Alvin Konja e Odai Mabroukare estão sendo acusados de perpetrar um “esquema de intimidação e destruição” com o objetivo de forçar os operadores de concorrentes a sairem no mercado em Detroit e Chicago, nos EUA.

Seu objetivo, alega a ação, é colocar outros operadores em desvantagem por extorsão e destruição de bens.

A demandante no processo – SandP Solutions, Inc, que faz negócios com a Bitcoin of America – entrou com uma ação no mês passado.

“Despesa significativa”

Entre as alegações, é que os envolvidos no esquema tentaram extorquir outros operadores ATM de Bitcoin solicitando em em troca de proteção. A denúncia cita um operador de bitcoin ATM que pagou a soma exigida.

Leia também  Alternativa: Fundos de proteção estão comprando as dívidas de Bitcoin da Mt Gox

No total, o autor alega que “aproximadamente 70 caixas eletrônicos bitcoin” foram esmagados, incluindo “quase 20” operado pela Bitcoin Of America.

A queixa explica:

“A demandante teve máquinas ATM caindo em ambas as áreas metropolitanas de Chicago e Detroit. Este é mais freqüentemente feito por um indivíduo usando um martelo ou outro objeto para destruir a tela de um ATM bitcoin, tornando-o inutilizável por um período de tempo significativo. A tela deve então ser substituída, levando à uma despesa significativa.”

Os réus passariam então a oferecer o reparo dos caixas eletrônicos quebrados pertencentes as operadoras afetadas. Além disso, de acordo com a denúncia, os esquemas ainda continuam até hoje.

“Este esquema começou aproximadamente nove meses atrás e está em andamento”, escreveram os advogados do autor escreveu.

De acordo com a denúncia, Andrew Konja, tinha gerido seu próprio negócio de ATM “que ele vendeu ou que foi fundido com a Bitexpress“, uma referência a um operador de ATM com sede na Filadélfia.

Leia também  Retrospectiva: nossas pesquisas com os leitores em 2016

Até o momento dessa postagem, a Bitexpress não se manifestou sobre o caso.

Via: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *