Apertem os cintos: vem aí uma possível alta do Bitcoin

0 Comentários

Os preços da passaram dos US$ 900 hoje (19/01/2017), embora essa façanha tenha sido diminuída por várias tentativas que, em última análise, não conseguiram superar esse valor.

No geral, a moeda e ativo digital subiu para mais de US$ 904,76, depois de cair abaixo dos US$ 880, ultrapassando este nível em meio à modesta volatilidade.

Mais tarde, no mesmo dia, o montou outro retorno, atingindo uma um pouco acima de US$ 905. No momento da postagem o entretanto, já havia caído um pouco outra vez, marcando $ 901.20.

Este movimento ascendente representou a última sessão de volatilidade de preço relativamente leve, pelo menos em comparação com as fortes flutuações de preços que ocorreram no início deste mês.

Leia também  Que eventos de 2018 podem desencadear uma alta no Bitcoin?
Mais notável ainda foi a falta de qualquer indício de queda durante todo o dia de negociação.

Os preços da Bitcoin tiveram sua última ascensão, apesar dos novos desenvolvimentos regulatórios chineses contra as exchanges que operam no país, respondendo publicamente às pressões do Banco Popular da , o banco central do país.

Tudo indica uma alta

Ainda assim, o sentimento do mercado são otimistas, e de acordo com números fornecidos por um punhado de exchanges, mesmo com a confirmação de que as principais bolsas chinesas Huobi e OKCoin pararam de oferecer margem trade.

O mercado estava 91% longo no dia 19 de janeiro, conforme revelam os números do Whaleclub, que trabalha com , Forex, Metais preciosos e até ações de empresas como a Apple, tudo isso com Bitcoins também.

Leia também  IOTA: Bosch lança XDK hardware operando com a rede TANGLE

Além disso, mais de 53% das ordens da Bitfinex que foram executadas nas 24 horas foram ordens de compra, de acordo com a BFX Data.

Via: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin