A Estônia pode ser o primeiro país a lançar uma criptomoeda a “Estcoin” a primeira ICO com o apoio de um governo

A República da Estônia anunciou que está considerando criar uma criptomoeda apoiada pelo governo que provavelmente seria chamada de Estcoins. Ao emitir a “estcoin”, o governo estónio pode realizar uma oferta inicial de moedas (ICO) com o objetivo de permitir que as pessoas invistam diretamente no país.

No que diz respeito à inovação tecnológica e aos avanços, a Estónia é líder, sendo o primeiro país a lançar um programa de residência eletrônica. Kaspar Korjus, diretor do programa e-Residency da Estônia, anunciou a proposta em 22 de agosto.

Korjus acredita que a introdução da Estcoin e da sua ICO seria benéfica para os moradores e eleitores do país. AICO permitirá que os investidores participem diretamente no crescimento do país de uma maneira que não é possível com as formas correntes de captação de recursos internacionais.

Vitalik Buterin, fundador da Ethereum e apoiante do Projeto Estcoin, acredita que isso promova um maior sentimento de coesão entre o país e os investidores dizendo:

“Uma ICO dentro do ecossistema e-Residency criaria um forte alinhamento de incentivos entre os residentes eletrônicos a esse fundo e, além do aspecto econômico, os residentes eletrônicos se sentem mais como uma comunidade, já que existem mais coisas que podem fazer juntos”.

Além disso, Korjus revelou que seria possível usar as estcoins para mais do que apenas angariar fundos. A moeda poderia ser usada para fornecer contratos inteligentes, serviços de cartórios e até pagamentos entre empresas da Estônia, além de utilizar API internacional.

Leia também  Associação de comércio de TI indiana cria grupo com interesse no desenvolvimento de Blockchain

Expressando seu apoio, Buterin acrescentou: “Além disso, se estas estcoins são emitidos em cima de uma blockchain (elas poderiam ser emitidos em vários formatos ao mesmo tempo, não há nada de errado com isso), então seria fácil e conveniente usá-los dentro de Contratos inteligentes e outras aplicações “.

O dinheiro arrecadado através da ICO seria gerenciado através de uma Parceria Público-Privada (PPP). Esta parceria e todas as decisões relativas aos fundos serão regidas por um acordo legal vinculativo. O fundo iria apoiar o objetivo de desenvolver a Estónia de forma tecnológica.

Detalhando como isso aconteceria, Korjus afirmou:

“Isso permitiria à Estônia investir em novas tecnologias e inovações para o setor público, desde contratos inteligentes até Inteligência Artificial, além de torná-lo tecnicamente escalável para beneficiar mais pessoas em todo o mundo. A Estónia servirá então de modelo para como as sociedades do futuro possam ser atendidas na era digital “.

Além de financiar o crescimento tecnológico do país, uma parcela dos fundos será usada para criar um fundo de capital de risco, acessível tanto para cidadãos quanto para residentes eletrônicos. Este fundo seria executado pela comunidade.

Leia também  Investidor Bilionário Mark Cuban muda de opinião sobre Bitcoin e fala para milhões de seguidores acompanharem a moeda

Embora Korjus não tenha dado um prazo definitivo de quando isso começaria, se implementado, seria interessante ver todo o desenvolvimento da criptomoeda e os efeitos que teria no programa de residência eletrônica da Estônia, bem como em sua economia. Com o programa de residência eletrônica crescendo além das fronteiras da Estônia e criando uma nova nação digital, os Estcoins também podem se tornar mais populares do que o previsto.

Para seguir os últimos desenvolvimentos em Estcoins e contribuir com ideias para ajudar a moldar o projeto, você pode se inscrever na lista de e-residência aqui.

Fonte: btcmanager

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Receba notícias diárias sobre o Bitcoin:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/guiadobitcoin

loading...

2 Comentários



  1. Se isisso acontecer será o primeiro passo para que países propiciem suas próprias criptomoedas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *