Youtuber acusa Brave de pedir doações ilegais de BAT

1 Comente

Tom Scott, um youtuber com mais de 1 milhão de inscritos, está acusando a Brave, desenvolvedora por trás da criptomoeda BAT, de ações antiéticas ao coletar doações em BAT usando o seu nome e a sua foto.

Segundo a personalidade do YouTube, a empresa estava pedindo doações em BAT para os seus fãs usando falsos pretextos. Tom afirma que em nenhum momento ele autorizou a Brave a utilizar seu nome, imagem ou se dirigir aos seus fãs para coletar qualquer tipo de doação. A denúncia foi feita em seu Twitter oficial.

Ele também alegou que a companhia está violando a GDPR do Reino Unido (General Data Protection Requirement) lei que tem como principal objetivo proteger os dados de usuários de sites como Facebook e Google. Essa acusação é mais séria, já que a Brave, até hoje, sempre foi muito vocal sobre como empresas como Google e Facebook não têm respeito nenhum pelos dados dos seus usuários.

O comunicado do youtuber diz:

“Este aviso é feito por uma empresa chamada Brave, que está recebendo doações em criptomoedas ‘por mim’, usando meu nome e foto sem o meu consentimento. Eu pedi para que eles não fizessem isso e devolvessem o dinheiro de qualquer um que tenha doado. Eles disseram que ‘vão ver o que podem fazer’ e que ‘devolver o dinheiro é impossível’. Então, se você acha que doou para mim através do Brave, o dinheiro (ou pseudo-dinheiro) não vai chegar até mim e os termos da Brave dizem que eles podem ficar com as doações para eles. Aparentemente eles estão ‘oferecendo esse serviço’ para todos os criadores em todas as plataformas. Nenhuma opção, nenhum consenso”.

Scott agora está procurando maneiras dentro da lei de tentar evitar que a Brave continue coletando dinheiro em seu nome e sem a sua autorização. Apesar do tamanho da denúncia e da popularidade do youtuber, a Brave ainda não se manifestou sobre o caso.

Veja também: Itália reúne experts para estratégias de blockchain

Escreva um comentário

1 Comentário

como uma empresa faz uso da imagem de alguém sem autorização, ou esta pedindo pra levar processo ou este cara que acusa é um charlatão, convenhamos, neste mundo dos negócios não existe pessoas leigas.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.