Vitalik Buterin cria nova proposta de privacidade no Ethereum

0 Comentários

O co-fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, criou uma proposta para a rede Ethereum ter uma nova integração que proporcionaria um grau de anonimato às transações de ETH. As informações são do Crypto Daily.

De forma geral, o mercado parece estar ganhando mais adoção desde o início do ano, com a recuperação das principais criptos. Porém, além da adoção, também estamos vendo uma maior preocupação com a privacidade sem deixar de lado a integridade dos tokens.

Com o Ethereum sendo uma tecnologia de código aberto isso pode parecer um pouco irônico, mas como Buterin disse em um post no blog oficial do Ethereum:

“Precisamos dar um primeiro passo em direção a mais privacidade”.

No post, Buterin diz que a ideia seria permitir aos usuários do Etherum esconder sua atividade na blockchain ao enviar quantidades fixas de Ethereum. Buterin chama seu design de um protocolo de “mixagem mínima”, focado em transações únicas de privacidade, em vez de direcionar toda a rede para o anonimato, como é o caso do Monero ou do Zcash.

Conforme relatado pela Ethereum World News:

“Buterin aponta o óbvio em usuários tentando esconder seu comportamento em uma blockchain. Enquanto eles podem operar fora de vários endereços, as transações originais que enviam de ETH para essas carteiras ainda são rastreáveis no ledger público, revelando o link entre eles”.

Em vez de tentar subverter o sistema, a ideia do co-fundador envolve a criação de dois contratos inteligentes – um registro de mixer e retransmissão – que permite aos usuários a opção de transações privadas através do que ele chama de “conjunto de anonimato”.

Em entrevista ao CoinDesk, Buterin disse:

“A criptografia de conjunto de anonimato é esconder de onde uma transação veio entre um grupo de possibilidades. Por exemplo, se eu te mandei 1 ETH e você não pode dizer de quem exatamente foi, mas você pode dizer que veio de (eu, Alice, Bob ou Charlie), então o anonimato tem tamanho 4. Quanto maior o anonimato, maior a privacidade que você tem. ”

A proposta mantém a vantagem de uma ledger pública enquanto obscurece o remetente exato através do conjunto de anonimato. Buterin afirma que a integração do anonimato não precisaria de uma mudança no protocolo Ethereum.

Em um tuíte, o criador do Ethereum disse:

“O principal caso de uso em que estou pensando é um envio único de uma conta para outra, para que você possa usar os aplicativos sem vincular essa conta àquela que possui todos os seus tokens. Portanto, mesmo sendo um custo de gás de 2m, ele só precisa ser pago uma vez por conta, não é tão ruim.”

Veja também: Monero (XRM) vai alterar algoritmo de PoW

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.