Vice-Presidente da Goldman Sachs: “Investir no Bitcoin é como apostar em empresas da Internet na década de 90”

O antigo vice-presidente da Goldman Sachs, Matthew Goetz, acredita que investir em Bitcoin é comparável ao investimento em empresas de internet no início da década de 1990: é claro que esta tecnologia é perturbadora, mas é impossível saber se Bitcoin será usurpado por outra criptomoeda no caminho – talvez uma que nem sequer foi criada ainda.

Goetz, que co-fundou a empresa de investimento em criptomoedas BlockTower Capital no início deste ano, compara o atual estado da criptomoeda com o desenvolvimento da internet no início dos anos 90. Mesmo naquela data inicial, os principais investidores de olho no futuro (e com razão), previram que a internet entraria em uma revolução digital, mas praticamente ninguém poderia ter identificado os investimentos específicos que mais se beneficiariam com essa tecnologia.

 Você poderia estar certo na tese de que as criptomoedas são transformadoras e você poderia fazer o que você pensa ser a aposta certa no momento, mas lembre-se de uma vez que você teve o Yahoo e, então, isso chamou o Google”, disse ele ao Business Insider”.

Na verdade, poucas pessoas em 1994 poderiam ter previsto o aumento meteórico que a Amazon faria nas próximas duas décadas. Da mesma forma, os usuários do Archie – o primeiro motor de pesquisa na internet – já imaginaram qual seria o papel central que um provedor de pesquisa e sua empresa-mãe desempenhariam na vida diária da pessoa comum?

Leia também  Jornalista britânico processa Facebook por associar sua imagem a anúncios de criptomoeda

Goetz diz que esse fenômeno não está isolado na internet, mas ocorreu ao longo da história.

“Se você olhar para outras indústrias em toda a história, há uma chance real de que apesar do primeiro motor criado ter valor, não ser é o único que acabou conquistando o mercado”, disse ele.

Ele acrescenta que o Bitcoin tem uma vantagem significativa no primeiro momento, o que o protegerá contra competidores potenciais que introduzam recursos que são semelhantes ou parcialmente melhores do que aqueles que já oferece. Especificamente, ele aponta para o enraizamento, a estabilidade e o suporte ao desenvolvimento do Bitcoin como vantagens que o protegerão contra a usurpação pela maioria – ou talvez todas as altcoins atualmente existentes:

“É algo como o Facebook. Se alguém criar um novo Facebook com recursos ligeiramente melhores, será só 10% melhor. Isso é ótimo, mas os efeitos de rede são fortes. Então, essa coisa nova não vai matar o Facebook”.

É claro que as vezes o funcionamento não dura necessariamente para sempre, como demonstra a história recente. Afinal, quando foi a última vez que você usou o MySpace?

Leia também  Hackers invadem serviço da Amazon para minerar Bitcoin

Fonte: Cryptocoinsnews.com
Tradução: Guia do Bitcoin


Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin. Nossos canais oficiais:

Grupo no Facebook (novo): https://www.facebook.com/groups/bitcoinealtcoins/
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Página Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Posts relacionados

Leia também  Maior companhia aérea da Rússia está considerando aceitar pagamentos em Bitcoin
loading...

Previous:

Alugue um carro e pague com Bitcoin
Postado em outubro 10, 2017

Next:

4 coisas que podem fazer o Bitcoin chegar aos $7.000 e continuar subindo
Postado em outubro 10, 2017

Grupo Alibaba lança plataforma de mineração

De acordo com uma notícia não confirmada, o conglomerado chinês de comércio eletrônico e tecnologia Alibaba lançou sigilosamente uma plataforma de mineração de criptomoedas. De acordo com a Tencent News, a…

0 Comentários

Cripto carteira da Ethereum e altcoins recebe US$ 10 milhões em investimentos

A carteira de criptomoedas baseada na China anunciou ontem que fechou uma rodada de US$ 10 milhões em investimentos, totalmente financiada pela empresa de capital de risco IDG Capital. Fundada…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link